Imagens do Açúcar

A Vida em Cana

As cenas que foram capturadas, durante os sete meses da colheita de cana-de-açúcar no centro-oeste paulista, mostram a difícil realidade dos bóias-frias que vivem dessa atividade.

A violação de direitos, a destruição ambiental e a inviabilidade de um modelo de produção baseado no latifúndio e na super exploração do trabalho são os temas pautados no filme.

Com uma narrativa construída através de entrevistas e acompanhamento do cotidiano dos lavradores que representam mais de 800 mil pessoas, sem acesso a educação, saúde e submetidas à opressão por serem mão-de-obra não-qualificada. O filme revela ainda que, dos quase 230 milhões de toneladas de cana-de-açúcar que o Brasil anualmente produz, de forma manual, um único trabalhador chega a retirar por dia 20 toneladas de cana, mas, o pagamento médio é de R$ 0,10 por metro quadrado cortado. Um trabalho, na ponta do facão, que movimenta 8 por cento do PIB agrícola. Tanta riqueza não se reflete na vida dos cortadores, que ganham, na média, pouco mais de 200 reais por mês.

Além disso, A Vida em Cana mostra o universo dessas pessoas que nos fins de semana, lotam os bailes de forró improvisados e relembram histórias do passado, identificando uma mistura de sonhos, dificuldades, felicidades, e a vida sofrida dessas pessoas. O longa-metragem ganhou 14 prêmios e foi um dos destaques do Festival do Recife de 2001, de onde saiu com as estatuetas de melhor filme, diretor e montagem, na categoria documentária. No New York International Independent Film Festival, saiu com a distinção de melhor fotografia. A Vida em Cana mostra a realidade dos trabalhadores rurais, pessoas que madrugam, enfrentam as agruras de um trabalho rústico. Dos canaviais, eles tiram o salário, o sustento da família, ganham à vida pegando no pesado, mas não perdem a vontade de continuar batalhando, mesmo com o sofrimento estampado no rosto.
Sinopse baseada na publicação do site Terra
Reuters, 2007

A Vida em Cana

A Vida em Cana
Documentário
2001, Brasil, 68 min.
Direção: Jorge Wolney Atalla