Fotografia

Exposição fotográfica

A Cana no Olhar de Pierre Verger

No âmbito do projeto multidisciplinar “A Rapadura e o Fusca: Cana, Cultura, Sociedade” apresentamos 13 fotografias do etnólogo e fotógrafo Pierre Verger.



No âmbito do projeto multidisciplinar “A Rapadura e o Fusca: Cana, Cultura, Sociedade” apresentamos 13 fotografias do etnólogo e fotógrafo francês Pierre Verger, todas tiradas em Vitória de San Antão, em 1947.

O altamente conceituado Verger, que viajou pelo mundo desde 1932 e residiu na Bahia dos anos 40 até a sua morte, em 1996, destaca-se por um olhar igualmente preciso e panorâmico, ao qual as condições da produção açucareira e o cotidiano dos trabalhadores não fugiram.

“Dois Olhares: Pierre Verger e Leonore Mau”

Claudia Possa discursou sobre o caráter e impacto da obra de Pierre Verger, trazendo, como contraponto, o trabalho fotográfico da alemã Leonore Mau, parceira de longa data do escritor Hubert Fichte. Ambos conheceram e documentaram a Bahia em extensas viagens nos anos 70 e 80 do séc. XX. Possa definiu as convergências e divergências em suas abordagens e em seguida abriu a discussão com o público.

Download

Dois olhares - Pierre Verger e Leonore Mau
por: Cláudia Possa


Esse texto tenta uma reflexão sobre a obra fotográfica de Pierre Verger usando como contraponto as imagens da fotógrafa alemã Leonore Mau que, como Verger, registrou a cultura afroamericana, em particular em Salvador, desenvolvendo um trabalho na fronteira fluida da etnografia e da arte. Além de documentais as imagens têm dimensões estéticas, políticas e afetivas que não podem ser entendidas de forma isolada, exigem pensar a questão da relação entre o fotógrafo, a obra e os contextos culturais envolvidos. Tanto as imagens de Pierre Verger como as de Leonore Mau têm inegáveis qualidades estéticas e possibilitam múltiplas interpretações. Como viajantes europeus que dirigiram seus olhares às periferias, ambos têm trabalhos que provocam questões também tratadas na etnografia, relativas à interação do fotógrafo com o contexto fotografado, à alteridade, assim como questões relativas às viagens e aos relatos de viajantes. Além de pensar sobre essas questões, busca-se aqui recuperar o contexto histórico e cultural do trabalho de cada um relacionando-os com a época .…

Download SymbolBaixe texto completo (PDF, 229 KB)