Trabalhar

Depois de acabar o curso: regressar ou ficar a trabalhar na Alemanha?

Jana Hermsen© Hüseyin SitkiAté agora tivemos relatos de jovens que resolveram tirar um curso universitário ou uma formação na Alemanha. Mas como é que a vida continua para os jovens estrangeiros na Alemanha que querem começar a trabalhar? Com o certificado no bolso, veem-se perante mais uma decisão importante: fico na Alemanha e estabeleço-me aqui enquanto profissional ou volto para o meu país e invisto aí os meus conhecimentos?

Beneficiar com as experiências dos outros

Hüseyin veio para a Alemanha quando era jovem. Quando andava na universidade, rapidamente reparou que os estudantes internacionais são colocados perante desafios muito específicos e, em conjunto com um colega, criou na sua universidade uma iniciativa de estudantes e para estudantes no âmbito de um programa para estudantes estrangeiros, com o intuito de lhes proporcionar algum apoio. Elaboraram diversos guias com conselhos acerca dos principais locais de referência de apoio aos estudantes e contendo informações importantes durante o curso.

© Jana HermsenMais tarde, Hüseyin acabou por transformar este empenho no apoio aos estudantes internacionais na sua profissão. Na verdade, o seu plano original não passava por ficar a trabalhar na Alemanha. “Se hoje vivo na Alemanha, devo-o aos meus amigos e à minha curiosidade. Para mim sempre foi importante empenhar-me pelo país onde vivo e pelas pessoas da minha comunidade. Foi por isso que me informei acerca da minha área de residência e me dediquei a representar os cidadãos estrangeiros.” Enquanto consultor no International Office, Hüseyin acompanha agora os estudantes durante o seu percurso até terminarem o curso e aconselha-os relativamente às possibilidades que têm posteriormente. “Eu próprio encontrei o meu caminho e é-me extremamente importante partilhar as minhas experiências com os atuais estudantes. Alguns pretendem candidatar-se junto de empresas alemãs logo após terminarem o curso, outros querem ainda fazer um doutoramento ou vêm para cá precisamente com esse objetivo. Ambos os caminhos incluem desafios e trabalho de organização. Mas fazer um doutoramento ou trabalhar na Alemanha traz também muitas vantagens, e eu quero apoiar os estudantes da melhor forma possível no seu caminho até lá.“

Estudante de doutoramento numa cooperação luso-alemã

Do mesmo modo, Sudeep, um jovem indiano, foi para a Alemanha com o objetivo inicial de fazer investigação no âmbito do seu mestrado. Entretanto está até a fazer um doutoramento luso-alemão e dá, ele próprio, aulas a estudantes de mestrado na universidade.

Após terminar o seu mestrado em Informática, Sudeep foi para a Alemanha com um objetivo: “De modo a melhorar as minhas oportunidades de encontrar emprego, tinha que aumentar os meus conhecimentos e queria continuar a estudar.” Especialmente por pretender trabalhar na área da investigação, resolveu inscrever-se num curso universitário na Alemanha, que lhe tinha sido recomendada como um dos principais países R&D (Research and Development). “Esta foi uma das razões pelas quais decidi seguir os meus estudos aqui. Queria fazer o meu mestrado num instituto de investigação onde pudesse ao mesmo tempo estudar e investigar.”

© Jana HermsenDepois de terminar os estudos, Sudeep poderia ter regressado à Índia e prosseguido aí a sua carreira. No entanto, quis continuar a expandir a sua experiência como investigador. “Além disso, aprendi muito na Alemanha e, por essa razão, gostaria de continuar a trabalhar aqui em investigação, de modo a retribuir a este país um pouco do conhecimento que recebi.“ Deste modo, empenhou-se num projeto de doutoramento e está agora a participar num doutoramento no âmbito de uma cooperação luso-alemã. Foi ele próprio a procurar a cooperação entre a sua universidade em Frankfurt e a Universidade de Coimbra, em Portugal, e neste momento faz parte dos quadros científicos em Frankfurt, onde trabalha no seu projeto e está a fazer o doutoramento no âmbito de uma cooperação entre as duas universidades. Tudo isto exigiu muito espírito de iniciativa; no entanto, Sudeep tem a certeza do que quer: “Penso que existem muitos motivos para fazer um doutoramento na Alemanha. Para mim, pessoalmente, foi especialmente importante poder trabalhar em investigação e considero uma grande vantagem ter a possibilidade de colaborar em simultâneo com dois países diferentes, integrando-me numa cooperação luso-alemã.“

As razões para estudar e trabalhar na Alemanha são variadas. Vão desde o financiamento, que, comparado com outros países, oferece condições muito favoráveis, até ao ótimo apoio e aconselhamento. Num ponto, no entanto, todos parecem estar de acordo: a Alemanha oferece muitas possibilidades e uma estadia na Alemanha vale a pena, seja para estudar durante algum tempo, seja para trabalhar.

A decisão mais importante a tomar aqui parece ser a de se envolver por completo com o país e com as pessoas, de modo a poder realmente integrar-se.
Jana Hermsen

Copyright: Tudo Alemão
Setembro de 2017

Língua original: Alemão.

     

     
     

    Make it in Germany

    „Make it Germany“ tem como objectivo dar apoio a profissionais especializados que objectivem futuramente trabalhar e viver na Alemanha. Aqui estão reunidas todas as informações relevantes sobre trabalhar e viver na Alemanha e as àreas onde são procurados profissionais especializados. Estão ainda disponíveis, de forma compacta, informações sobre as possibilidades que a Alemanha oferece aos interessados em emigrar e às suas famílias.