Estudar

Companheiros de apartamento – um sonho ou um pesadelo?

Bildquelle: (CC BY-NC-SA 2.0) pauneu, flickr.comTer o sítio perfeito para morar não significa apenas encontrar uma casa livre a um preço acessível numa zona bonita. Não! A vida quotidiana pode tornar-se num sonho ou num pesadelo, e isso depende também das pessoas com que se vive.

Como encontrar o companheiro de apartamento de sonho?

Muitos jovens, trabalhadores ou estudantes, são da opinião de que o melhor modo de viver é partilhar um apartamento com outros jovens, de modo a ser capaz de suportar os elevados custos da renda da casa, e também para não se ter de viver sozinho.
Como é bom, por exemplo, chegar a casa e encontrar alguém na cozinha com quem se pode preparar o jantar, ou quando os companheiros de apartamento estão a ver um filme que nos agrada, ou quando somos surpreendidos com um “Parabéns!” e descobrimos que os nossos companheiros de apartamento nos prepararam uma festa de aniversário surpresa… Tudo isto ajuda, sem dúvida, a tornar o dia a dia mais suportável. No entanto, já alguma vez se perguntaram qual é a melhor maneira de encontrar o companheiro de apartamento de sonho?

Bilquelle: (CC BY-SA 2.0) 13stock, flickr.comTudo começa com a procura de um quarto livre. Pesquisa-se diariamente nos motores de busca mais populares na Alemanha, como, por exemplo, wg-gesucht.de, easywg.de, studenten-wg.de, wohngemeinschaft.de, markt.de, e combina-se uma reunião com o senhorio, à qual se segue um encontro com os futuros companheiros de apartamento. Quem pretende partilhar um apartamento com outras pessoas deve ter em mente o seguinte: não basta verificar se o apartamento e o quarto para alugar são suficientemente grandes – é também necessário descobrir se se simpatiza com as pessoas que lá moram.

Deve prestar-se atenção a detalhes traiçoeiros

O que é que isto quer dizer? É simples: perceber se os horários de trabalho ou de estudo, bem como hobbies e interesses combinam com os dos outros habitantes da casa. Além disso, tal como num exame, deve prestar-se atenção a alguns detalhes que podem ser traiçoeiros e que têm como finalidade descobrir como são na realidade as pessoas com quem eventualmente se irá partilhar a casa.
Deixamos aqui algumas perguntas que vos poderão ser colocadas nestes encontros: Incomoda-te se a cozinha estiver suja de manhã? Achas que é necessário limpar a casa toda mais do que uma vez por semana? Gostas de ouvir música o dia inteiro ou preferes usar headphones? Só depois da “entrevista” é que irão descobrir qual eram afinal as respostas certas.

Bildquelle: (CC BY 2.0) Andreas Bohlender, flickr.comAinda que estas perguntas se tornem incomodativas com o tempo, depois de se ter visto mais de dez apartamentos, esta é por vezes de facto a melhor maneira de eliminar da lista os candidatos com quem partilhar a casa não iria dar bom resultado.
Como é óbvio, é impossível ficar a conhecer todas as facetas de uma pessoa numa conversa de duas horas em que são colocadas perguntas como as que aqui referi. No entanto, consegue descobrir-se pormenores essenciais, que podem vir a ser úteis quando se trata de facilitar a vida em conjunto.
Para muitas pessoas, vale a pena partilhar o dia a dia com alguém que, apesar de ser um desconhecido, tem opções e interesses parecidos com os nossos. Mesmo que venham a surgir temas problemáticos, como, por exemplo, a criação de um plano de limpeza e arrumação da casa ou o volume permitido para ouvir música em casa, partilhar um apartamento continua a ser melhor do que as alternativas existentes: viver com os pais ou alugar um quarto numa residência. Ainda que estas possam continuar a ser escolhas interessantes para algumas pessoas.
María Gracia Centeno Grunauer
nasceu em Guayaquil, no Equador, e frequentou a Escola Alemã local. Esta blogger tirou o bacharelato em Ciências da Comunicação na WWU, em Münster, bem como um mestrado em Comunicação Empresarial na Universidad Complutense de Madrid. Desde então, María Gracia colabora enquanto jornalista freelance com o projeto Todo Alemán. Em 2011, regressou à Alemanha para iniciar um novo mestrado, desta feita em Meios de Comunicação Social Internacionais, na Deutsche Welle Akademie, em Bona.

Copyright: rumbo @lemania
Abril de 2013

Este texto é uma tradução do alemão.
Links relacionados

 

 
 

Migração e integração

A migração altera culturas

rumbo @lemania

© rumbo @lemania
… el portal para jóvenes nómadas

FuturePerfect

© Future Perfect
Hitsórias para amanhã - hoje, em todo o mundo

Goethe-Institut Portugal

Bem-vindo
à nossa
Homepage!