Quotidiano

Viajar pela Alemanha? De transportes, claro!

© Daniel Lopes© Daniel Lopes
A melhor forma de conheceres a Alemanha e a cidade à qual vais passar alguns dias de férias ou para a qual vais viver é, sem dúvida nenhuma, através dos transportes públicos – comboio, metro, elétrico e autocarro. Em 2013, consegui conhecer as cidades próximas de Bona, onde residi durante quatro meses, e até algumas cidades dos países vizinhos, como Amesterdão, Roterdão, Luxemburgo, Salzburgo e Viena.


A Deutsche Bahn é a principal companhia de comboios na Alemanha e oferece uma boa variedade de ligações e de horários entre as várias cidades alemãs e os países fronteiriços. Dependendo de cada estado alemão, podes encontrar oferta mais específica, como é o caso da Renânia do Norte-Vestefália, no qual a cidade de Bona se insere. Com o SchönerTagTicket NRW (siglas para Nordrhein-Westfalen) podes utilizar todos os transportes públicos – com exceção dos comboios rápidos ICE e IC – neste estado alemão durante um dia. Quando ia a Düsseldorf durante os fins-de-semana para visitar amigos, esta era a solução ideal, porque permitia poupar dinheiro e, ao mesmo tempo, não estar sempre preocupado com a compra de bilhetes.

Outra das opções existentes, desta vez extensível a outros estados da Alemanha, é o Schönes-Wochenende-Ticket. Podes comprar só para ti, caso viajes sozinho, ou podes juntar um grupo de amigos (no máximo quatro) e ficares logo a ganhar. Com este bilhete viajei com amigos até Frankfurt e até ao limite fronteiriço com o Luxemburgo, para visitar a cidade com o mesmo nome. Ao todo, esta viagem em concreto custou cerca de dez euros, o que é bastante apelativo!

© Daniel LopesNovidade para mim foi ter conhecimento de um bilhete mensal chamado Job-Ticket, ao qual podes ter acesso caso vás trabalhar para a Alemanha – convém primeiro informares-te junto da empresa para saberes se cumpres os requisitos. Com este bilhete podes viajar num raio de distância interessante e permite, por exemplo, ajudares os teus amigos a poupar alguns trocos quando estes decidirem ir visitar-te. Nos dias úteis, a partir de uma certa hora, e dependendo do bilhete (e aos fins de semana eventualmente durante todo o dia), podes fazer-te acompanhar de algum amigo ou colega, sem que este tenha de pagar a viagem.

Podes dizer que viajar apenas nos comboios suburbanos e regionais é uma perda de tempo e a poupança não compensa, mas eu respondo: estás errado! Através destas viagens mais tranquilas consegui contemplar paisagens fantásticas, como, por exemplo, as proporcionadas quando se viaja até Frankfurt ao longo do rio Reno. Além disso, são momentos ideais para dois dedos de conversa.

© Daniel LopesA rede ferroviária alemã está bem desenhada e é possível viajar para qualquer ponto do país, de uma forma confortável e tranquila. Pode-se ler, dormir ou escrever um texto, como estou agora a fazer, com calma e tranquilidade. Os horários dos transportes são adequados e, em alguns casos, funcionam durante a madrugada. Geralmente cada associação de transportes tem uma aplicação específica para telemóvel. No entanto, a app para Android, iOS e Windows Phone da Deutsche Bahn é bastante completa e funcional, ao ponto de calcular quais os transportes necessários para te deslocares desde o ponto exato onde te encontras até a um destino por ti definido – bem mais precisa do que as aplicações com mapas! Atualmente já é possível viajar entre algumas cidades alemãs de autocarro, visto que a Deutsche Bahn detinha, até a uma determinada altura, o chamado monopólio das viagens internas. A entrada destas empresas rodoviárias no mercado ofereceu preços competitivos.

Como vês, na Alemanha não há motivos para alugar um carro ou até mesmo para utilizares este meio de transporte individual no quotidiano. Chega-se onde se pretende com os transportes públicos – e até podes ficar a conhecer novas pessoas nas viagens.
Daniel Lopes
é licenciado em Jornalismo e teve a oportunidade de fazer um estágio na Deutsche Welle, em Bona, cidade onde viveu durante quatro meses. Daniel considera muito gratificante a experiência na Alemanha. Ao regressar a Portugal, começou a aprender alemão, língua de que gosta bastante. Daniel está a viver agora nos Estados Unidos da América, mas tal não o impede de manter contacto com a língua, marcando presença em intercâmbios linguísticos. Esta é a sua terceira experiência além-fronteiras, depois de tudo ter começado em Madrid, Espanha, enquanto estudante Erasmus na Universidade Complutense.

Copyright: Tudo Alemão
Junho de 2015

Língua original: Português.

     

     
     

    Migração e integração

    A migração altera culturas

    rumbo @lemania

    © rumbo @lemania
    … el portal para jóvenes nómadas

    FuturePerfect

    © Future Perfect
    Hitsórias para amanhã - hoje, em todo o mundo

    Goethe-Institut Portugal

    Bem-vindo
    à nossa
    Homepage!