Língua e cultura

Descobrindo a plataforma Produtos Portugueses

© Sümeyye Yil© Hugo AreiasPortugal, ainda que seja um pequeno país, é repleto de um património gastronómico incomensurável. No sentido de o registar e inventariar, a Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, em cooperação com a Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas e com a MINHA TERRA - Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, criou a plataforma online Produtos Portugueses.
Deparei-me com este site quando convidei uma amiga alemã para, num sábado à tarde, juntas prepararmos o pão de ló de que tanto lhe tinha falado. Claro que, melhor do explicar, é mostrar (e dar a provar) esta doçura tão portuguesa e tão típica.

Este bolo de massa fofa é muito simples de confecionar, mas, ainda assim, decidimos pesquisar um pouco para encontrarmos a melhor receita e a mais tradicional. Aí, descobrimos também outras informações sobre o próprio bolo: desde a sua tradição ligada à natureza até ao truque dos ovos caseiros para que a massa seja mais saborosa, passando pelas raspas e pelo sumo de uma laranja. No fim do doce trabalho, desfrutamos de uma fofa fatia e o resultado é bastante parecido com o pão de ló que a minha avó faz todos os aniversários!

Enquanto isto, navegamos um pouco mais pela plataforma e deixamo-nos surpreender pelos receituários tradicionais (e não só).

Como se organiza a plataforma Produtos Portugueses?

A página Produtos Portugueses encontra-se dividida por Categorias, Regiões e Regime de Qualidade.

© Hugo AreiasNo primeiro ramo, organizam-se categorias de produtos e recursos tipicamente portugueses, como, por exemplo, o azeite e a azeitona; queijo e produtos à base de leite; hortícolas e cereais; sopas; doces e produtos de pastelaria, entre outros. Em cada uma destas secções, os produtos são discriminados, são explicadas as suas utilizações, como podem ser confecionados e em que circunstâncias são consumidos.

Além deste separador, a plataforma está também organizada por Regiões, em que cada uma diz respeito a secções do país, e o seu receituário particular e específico. Desde o Norte até ao Algarve, passando pelas ilhas, os segredos gastronómicos de Portugal aparecem revelados na plataforma online Produtos Portugueses.

Num último segmento, os produtos aparecem organizados consoante as suas denominações específicas. Esta secção aposta na defesa e na inventariação de produtos tipicamente portugueses. Na secção Denominação de Origem Protegida, os nomes dos produtos surgem associados à sua região de origem, como, por exemplo, o ananás dos Açores. A plataforma descreve também produtos de Indicação Geográfica Protegida, associando determinados produtos a zonas geográficas onde tendencialmente são produzidos, como o chouriço de carne de Estremoz e Borba (na imagem).© Hugo AreiasPor fim, há ainda os produtos de Especialidade Tradicional Garantida, classificação que designa o produto a partir quer de matérias-primas, quer de modos de produção tradicionais, como é o caso do bacalhau de cura tradicional portuguesa.

Esta última secção foi bastante enriquecedora. Aqui não só aprendemos a necessidade de determinadas categorizações mais técnicas dos produtos, como forma de os salvaguardar, preservar e defender, como ainda percebemos a importância do património culinário na construção da identidade cultural de um país.

À medida que íamos percorrendo as diferentes secções, foi muito interessante, não só percebermos as origens dos alimentos como também compreender a sua história. A conversa sobre a comida portuguesa inevitavelmente levou a que a minha amiga partilhasse também segredos da culinária alemã. Neste intercâmbio gastronómico tivemos a certeza de que a comida e as refeições são, em primeiro lugar, um ato absoluto de cultura.

Esta plataforma disponibiliza também vídeos didáticos que, além de remeterem para a história dos produtos, também exemplificam as suas potencialidades na cozinha portuguesa. Esta plataforma é, no fundo, um excelente receituário para todos os que se quiserem aventurar pela cozinha portuguesa tradicional. Por que esperas ainda?
Sofia Santos

Copyright: Tudo Alemão
Novembro de 2017

Língua original: Alemão.

     

     
     

    Migração e integração

    A migração altera culturas

    rumbo @lemania

    © rumbo @lemania
    … el portal para jóvenes nómadas

    FuturePerfect

    © Future Perfect
    Hitsórias para amanhã - hoje, em todo o mundo

    Goethe-Institut Portugal

    Bem-vindo
    à nossa
    Homepage!