Projeto de teatro "A vida é sonho"

"A vida é sonho" no palco
A energia do conjunto germano-angolano era claramente visível no palco | © Patryk Witt

Já desde 2016 o ​​Goethe-Institut Angola apoia a cooperação entre o centro de animação artística ANIM'ART no Cazenga (Luanda) e o teatro juvenil JUGENDTHEATERWERKSTATT SPANDAU (Berlim). No mês passado, 10 jovens actores de Luanda puseram-se a caminho de Berlim para representar – juntamente com os alemães – o drama A VIDA É SONHO / DAS LEBEN IST EIN TRAUM de Pedro Calderón de la Barca no festival VERLORENE ILLUSIONEN (Ilusões perdidas).

Perguntamos á Julia Schreiner da JUGENDTHEATERWERKSTATT SPANDAU como correu o projeto conjunto em Berlim.


Goethe-Institut: Porque escolheram a peça em questão para a vossa produção teatral?

Julia Schreiner: A peça A VIDA É SONHO fala da questão se a nova geração é educada para o poder e encorajada o mesmo, ou se a desconfiança da velha geração prevalece. Como posso influenciar a minha sociedade? Como posso escapar das profecias dos meus antepassados? Como os contextos internacionais funcionam? O que seria um mundo justo? Como será o mundo daqui a 20 anos?

O drama estreou em 1635 com exatamente essas questões. As questões do seu próprio destino e da liberdade da próxima geração A questão do próprio destino e a liberdade de concepção da próxima geração jovem são levantadas; as questões essenciais e globais, sobre as possibilidades e os limites duma geração jovem são descritos de maneira impressionante. O ANIM'ART e a JUGENDTHEATERWERKSTATT SPANDAU queriam usar este texto como material de referência para o trabalho comum e comparar experiências, desejos e possibilidades para trocar ideias sobre o texto.


Goethe-Institut: E como correu?

Julia Schreiner: Numa primeira fase, trabalhamos e ensaiamos a peça tanto em Luanda como em Berlim – ambos os grupos separadamente. Uma semana antes da estreia, os dois grupos reuniram-se em Berlim e as interpretações foram unidas de acordo com a dramaturgia da peça. Foi uma semana intensa e muito frutífera: as diferentes referências e formas de actuar eram claramente visíveis – foi muito emocionante!


Goethe-Institut: Como foi o clima entre os jovens artistas – como lidaram com a barreira da língua?

Julia Schreiner: Porque eles já conheciam bem a peça, os jovens artistas puderam se comunicar muito bem com gestos, ritmos e performances cênicas no palco. Fora do palco, os adolescentes conversaram com tradutores do google mas também com gestos e mímicas! O clima era ótimo desde o começo e, mesmo antes da estréia, os jovens haviam crescido juntos em um grupo único.


Goethe-Institut: Esse não é o primeiro projeto conjunto, como se conheceram?

Julia Schreiner: Encontramo-nos duas vezes em 2017 - uma vez em Luanda para uma residência da JUGENDTHEATERWERKSTATT SPANDAU e uma vez o Goethe-Institut Angola convidou o Orlando Domingos e a Felismina Sebastião do ANIM'ART a Berlim para o AUGENBLICK-MAL-FESTIVAL. Então conhecíamos o trabalho de ambos muito bem quando começamos a trabalhar juntos no ano passado. A VIDA É SONHO é o nosso primeiro projecto e esperamos que seja uma troca contínua, o que é importante para ambos grupos.


Goethe-Institut: Como encontram novos actores para os projetos?

Julia Schreiner: À mais de 20 anos o nosso director Carlos Manuel trabalha regularmente na JUGENDTHEATERWERKSTATT SPANDAU. Assim, formou-se um grande conjunto de pessoas diferentes, que sempre gosta de fazer teatro profissional. Pois, sempre espalha-se quando estamos a planejar um novo grande projeto. Mas, devido ao projecto conjunto de Setembro – pela primeira vez – tivemos que fazer uma escolha - devido aos regulamentos do Ministério Alemão para a Cooperação e o Desenvolvimento.


Goethe-Institut: Como vai continuar a cooperação?

Julia Schreiner: Esperamos por mais procjetos conjuntos. Os nossos dois teatros são muito semelhantes, apesar das diferenças – o Orlando Domingos disse na Embaixada de Angola em Berlim que nós nos esforçamos para uma cooperação de 10 anos. Isso seria fantástico, claro! Nós gostaríamos de continuar já em 2019: A reunião do grupo alemão-angolano em Luanda está prevista para o final de Janeiro, início de Fevereiro; Então temos que escrever os pedidos de financiamento!
 

ANIM'ART e a JUGENDTHEATERWERKSTATT SPANDAU

o centro de animação artística ANIM'ART e o teatro juvenil JUGENDTHEATERWERKSTATT SPANDAU (Oficina de teatro juvenil de Spandau) estão envolvidos nas suas comunidades locais. Além disso, as duas iniciativas situam-se num distrito suburbano precário; são instituições jovens nas periferias de grandes cidades em focos sociais: tanto o Cazenga como Spandau estão entre os bairros "mais pobres" de Luanda e Berlim respectivamente. Ambas as iniciativas trabalham profissionalmente com jovens leigos e oferecem aulas de teatro para crianças.

Tantas coisas em comum são as estructuras no Cazenga e em Spandau, tão diferentes são os países em que eles estão domiciliados. No entanto, há uma questão urgente em ambos os lugares sobre a influência política da geração mais jovem, bem como assegurar a paz (social e internacional) nas sociedades inclusivas e a urgência do desenvolvimento sustentável em todo o mundo.