O valor das coisas: entre museus e comunidades

Videos de objectos Foto: Roberto Manhães Reis © Goethe-Institut Angola

⇒ Deutsche Version
⇒ English version
⇒ Version en français

Em 2019, os cineastas Carlos da Silva Pinto e Roberto Manhães Reis produziram cinco pequenos vídeos sobre objectos das exposições do Ethnologishes Museum Berlim (EMB) e do Museu Nacional de Antropologia (MNA) em Luanda, mostrando as características comuns e especiais de ambas as colecções, filmados tanto nos museus como nas comunidades de origem em Angola. Três dos objectos encontram-se de forma semelhante em ambos os museus, dois objectos cada um encontram-se numa única colecção.

As curtas-metragens dão vida à história dos objectos, ao seu significado simbólico ou ritual e à sua actual integração nas sociedades angolanas. Durante as filmagens, os realizadores foram acompanhados pela antropóloga Engrácia de Oliveira do MNA, que lhes deu pareceres científicos e conduziu as entrevistas.

Os filmes podem ser vistos em estações de vídeo em ambos os locais e não só explicam os objectos individuais aí expostos, mas também mostram as diversas ligações e a história comum das duas colecções. Ao mesmo tempo, levantam muitas questões: Porque é que as peças foram recolhidas? Que significado têm eles hoje e para quem? Quem lhes faz valer e com que fundamento?

Foto: Roberto Manhães Reis © Goethe-Institut Angola

Berlim e Luanda
Trono

De onde vêm os tronos maravilhosamente esculpidos que encontramos em ambas as colecções? Quem os fez e quem está autorizado a sentar-se neles?

© Goethe-Institut Angola

Berlim e Luanda
Tampa Proverbial

Uma tampa sem vaso, mas ricamente decorada - de que é que se trata?

Foto: Roberto Manhães Reis © Goethe-Institut Angola

Berlim e Luanda
Kissanje

O kissanje ainda é tocado hoje em dia? Sim - às vezes de maneira tradicional e às vezes com a música de hoje!

Foto: Roberto Manhães Reis © Goethe-Institut Angola

Luanda
Estela Funeraria

Não os encontrará em Berlim, mas sim em Luanda: as lápides únicas do Namibe. Porque é que só aí poderiam ser criados dessa forma - pode descobrir neste vídeo.

Foto: Roberto Manhães Reis© Goethe-Institut Angola

Berlim
Chibinda Ilunga

Na sua viagem para Angola em 1879, o coleccionador Otto Schütt comprou a famosa escultura do herói Côkwe Chibinda Ilunga e trouxe-a para Berlim. Mas o que significa esta figura para os Côkwe de hoje?

Sobre os cineastas

O diretor dos vídeos, Carlos da Silva Pinto, é roteirista e cineasta brasileiro. Além deste projeto já contribui com o Goethe-Institut Angola nos projetos Corona-Chronicles e Sustainable Together fazendo além de direção também a edição dos vídeos. Mora e trabalha em Berlim.

Roberto Manhães Reis, responsável pela direcção técnica e pelo trabalho de câmara, é cineasta e operador de câmara documental. Em conjunto com Viola Scheurer, dirige o selo VIROfilm. "Gilda Brasileiro - Contra o esquecimento" (2018), o mais recente filme do duo, já foi exibido em Luanda pelo Goethe-Institut Angola.