Há Jazz no Museu

Há Jazz no Museu Desenho: Maximilian Wemhöner / publicdomainvectors.org

Série de Concertos no MNA

O Goethe-Institut Angola realizará uma série de (por enquanto) quatro concertos intimistas no pátio do Museu Nacional de Antropologia, uma vez por mês em Agosto, Setembro, Outubro e Novembro.

O projecto busca tanto promover artistas conhecidos e desconhecidos do Jazz em Luanda, quanto o Museu Nacional de Antropologia como lugar de eventos culturais. A intenção é casar o prédio histórico, antigamente local de tráfico de escravos e hoje lugar que representa a diversidade cultural angolana, com o Jazz, que nasceu justamente como resultado da migração involuntária e brutal que foi o tráfico de escravos para a América. Desta maneira, os concertos de Jazz neste local podem ser vistos como um retorno cultural ao lugar de origem.

Devido à situação pandêmica, podemos admitir somente a presença de trinta pessoas (número que poderá modificar-se com novos decretos presidencias), para garantir o cumprimento das medidas de biossegurança. O público terá que permanecer sentado durante o evento, e usar máscaras que cubram nariz e boca. Os concertos terão uma duração de entre uma hora e uma hora e meia.

O ingresso será de 4.000 AOA por pessoa e vai ser direccionado ao Museu Nacional de Antropologia, ajudando assim a manter esse espaço simbólico e significativo.

  • 19.08.

    Carlos Praia

    18:00 - Museu Nacional de Antropologia | Concerto de Jazz


  • 16.09.

    Aylasa

    18:00 - Museu Nacional de Antropologia | Concerto de Jazz


  • 07.10.

    Gari Sinedima

    18:00 - Museu Nacional de Antropologia | Concerto de Jazz


  • 18.11.

    Bohemian Queen

    18:00 - Museu Nacional de Antropologia | Concerto de Jazz


Voltar