Acesso rápido:

Ir diretamente ao contéudo (Alt 1) Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)

Bekolo, Jean-Pierre
Ecos do Atlântico Sul

​​​​​​​Jean-Pierre Bekolo

Jean-Pierre Bekolo Jean-Pierre Bekolo Jean-Pierre Bekolo estudou Física na Universidade de Iaundê e foi treinado posteriormente em edição no Instituto Nacional de Audiovisual (INA), em Paris, onde descobriu a Semiótica, que estudou com Christian Metz. Seu primeiro filme, Quartier Mozart (1992), dirigido quando tinha 25 anos, ganhou prêmios nos festivais de Cannes, Locarno e Montreal. 

Realizado em 1995, o filme Aristotle's Plot foi comissionado pelo Instituto de Cinema Britânico para representar a África em uma série de películas comemorativas do centenário do cinema. Também foi o primeiro filme africano a ser selecionado para o Festival Sundance. Foi seguido por Les Saignantes (2005), considerado por MoMA como sendo o primeiro filme africano de ficção científica e classificado por MoMA como um dos 70 clássicos do gênero. 

Naked Reality, realizado em 2016, é seu segundo filme de ficção científica. The President (2013), um documentário fake, foi censurado nos Camarões, assim como o documentário de quatro horas de duração The Things and Words of Mudimbe (2013). Our Wishes é uma série iniciada por Bekolo para a TV5 sobre a história colonial alemã, transmitida em 2020. O Museu do Quai Branly, em Paris, que havia exibido An African in Space em 2006, dedicou ao diretor uma retrospectiva em 2018.

Jean-Pierre Bekolo é membro fundador da associação World Cinema Alliance, junto com Francesco Maseli, assistente de Visconti. Em 2015, participou do prestigiado programa de residência do DAAD em Berlim e recebeu o Prêmio Prince Claus. Na Fespaco 2019, seu filme Miraculous Weapons recebeu o Prêmio Ousmane Sembene. 

Jean-Pierre Bekolo deu aulas na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill e na Universidade Duke.
Top