Acesso rápido:

Ir diretamente ao contéudo (Alt 1) Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)

Sharpe, Malik Nashad
Ecos do Atlântico Sul

Malik Nashad Sharpe

Malik Nashad Sharpe © Malik Nashad Sharpe Malik Nashad Sharpe nasceu em 1992, em Nova York, e atua em coreografia, dança e direção de movimento. Seu trabalho investiga a produção de ontologia, afeto e subjetividade da perspectiva da marginalização. Lidando muitas vezes com os aspectos subcorrentes, subjacentes e ulteriores do que significa ser ao mesmo tempo uma pessoa humana e desumanizada. Seu trabalho explora frequentemente temas acerca do assédio sexual, melancolia e subjetividade melancólica, nacionalismo, autoritarismo, o advento do espetáculo da morte Negra (a persistência de imagens, tanto na mídia quanto na cultura, de pessoas negras morrendo ou sendo mortas), solidariedades através de fronteiras e identidades, e o protesto na alegria, entre muitos outros tópicos. Criando sob seu prolífico pseudônimo marikiscrycrycry, sua prática performática tem fãs que seguem seu trabalho na cena underground de performance em Londres. Sua obra foi apresentada em teatros, galerias e festivais, incluindo:

Fierce Festival (Reino Unido), American Realness (EUA), Submerge Festival no BAC (EUA), Block Universe x EWerk Luckenwalde (Alemanha), Impulstanz na Schauspielhaus (Áustria), BUZZCUT no CCA Glasgow (Reino Unido), NOW Festival no The Yard Theatre (Reino Unido), Montreal arts et interculturels (Canadá), Teatro La Chapelle (Canadá), Menagerie de Verre (França), The Place (Reino Unido), Panoply Performance Lab (EUA), Steakhouse Live no Rich Mix (Reino Unido), Queer and Now na Tate Britain (Reino Unido), Tramway (Reino Unido), NottDance no Nottingham Contemporary (Reino Unido), Beursschouwburg (Bélgica), Les Urbaines Lausanne (Suíça), Duckie (Reino Unido), Marlborough Pub and Theatre (Reino Unido), Theatre in the Mill (Reino Unido), Transmission Gallery (Reino Unido), Quarterhouse Folkestone (Reino Unido), Toronto Community Love-In no Teatro Pia Bouman (Canadá), Centro Attenborough de Artes Criativas (Reino Unido), Cambridge Junction (Reino Unido), entre muitos outros. 

Criou coreografias para a English National Opera (Reino Unido), para o Gate Theatre (Reino Unido), Young Vic (Reino Unido), e para o Teatro Nacional (Reino Unido) como parte do evento Summer Space to Create, teve sua obra apresentada em publicações que incluem: British Vogue, American Vogue, Vogue Polska, Dazed, Dazed Beauty, Crack Magazine, Howlround Theatre Commons, i-D, Nowness, Love Magazine, entre outras. Malik Nashad Sharpe teve seu nome citado na Attitude Magazine como estrela ascendente na dança. É residente no Somerset House Studios, artista líder no Dance4 e artista associado da Hackney Showroom Productions. Também foi artista residente da Tate Modern e da Tate Britain. Vive e trabalha em Londres, Reino Unido.
Top