Acesso rápido:
Ir diretamente ao contéudo (Alt 1)Ir diretamente à navegação secundária (Alt 3)Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)
  © Marina Camargo, 2019.

Quais são hoje os significados de pertencimento e identidade cultural? Quais questões e discursos marcam os debates em torno desses conceitos na Europa e na América do Sul?

 


Identidade na arte


Linguagem e representatividade


Superando fronteiras


Marina Camargo, convidada a ilustrar esta edição da Revista Humboldt, é uma artista visual brasileira. Referências cartográficas, históricas e geográficas são muitas vezes a base dos projetos que desenvolve. Sua formação divide-se entre Porto Alegre, Barcelona e Munique. Vive e trabalha em Berlim.

  •  © Marina Camargo, 2019.
  • © Marina Camargo, 2019 © Marina Camargo, 2019.
  • Marina Camargo © Marina Camargo, 2019.
  • © Marina Camargo, 2019. © Marina Camargo, 2019.
  • © Marina Camargo, 2019. © Marina Camargo, 2019.
  • © Marina Camargo, 2019. © Marina Camargo, 2019.
  • © Marina Camargo, 2019. © Marina Camargo, 2019.
  • © Marina Camargo, 2019. © Marina Camargo, 2019.
  • © Marina Camargo, 2019. © Marina Camargo, 2019.
  • © Marina Camargo, 2019. © Marina Camargo, 2019.
  •  © Marina Camargo, 2019.
  • marinacamargo_2013 © Marina Camargo, 2019.

Outros temas

 Foto (detalhe): Dario Oliveira © picture alliance/ZUMA Press

Latitude

Especialistas e profissionais da cultura e da arte de todo o mundo trocam ideias sobre relações coloniais de poder, suas consequências e sua superação por meio de discursos, entrevistas, artigos opinativos e projetos de arte. Por um mundo decolonizado e antirracista.

Contemporary And América Latina

Com a revista Contemporary And (C&) América Latina, o Goethe-Institut e o Instituto de Relações Exteriores (ifa) voltam o olhar para a arte contemporânea da África e da Diáspora Africana na Afro-América Latina e no Caribe.

Formação da Culinária Brasileira Copyright: Três Estrelas

Comida e identidade

Os refugiados e o boom da cozinha internacional na Alemanha, a culinária a partir da visão do colonizador no Brasil, "street food" em Bogotá, a gastronomia alternativa na América do Sul, os traços africanos da cozinha baiana.

Top