Acesso rápido:

Ir diretamente ao contéudo (Alt 1) Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)
ARTEscénicas + digitalidad© Goethe-Institut

ARTEscénicas + digitalidad

“ARTEscénicas + digitalidad” é um programa de formação, tutoria, pesquisa e produção em artes cênicas/performativas e novas mídias. Seu objetivo é promover a criação e a experimentação entre criadores, artistas, técnicos e programadores, através de um trabalho colaborativo e horizontal. Também, conectar a criação entre jovens talentos e especialistas da Europa e da América do Sul.
O programa é liderado pelo Goethe-Institut no Chile, Bolívia, Uruguai, Brasil e Colômbia, em estreita colaboração com o Espacio Checoeslovaquia e NAVE no Chile, o Instituto Nacional de Artes Escénicas no Uruguai e a Akademie für Theater und Digitalität em Dortmund. Com o apoio da Wilo-Foundation. 


Objetivos e descrição do programa

O objetivo do programa é promover produções cênicas contemporâneas por grupos interdisciplinares que incorporam o uso de tecnologia e novas mídias nas artes cênicas/performáticas. Procuramos proporcionar espaços para experimentação, criação e produção através de tutoria, residências artísticas, intercâmbios e apoio financeiro. 
Os grupos, compostos por três pessoas (uma da área criativa, uma da área de produção, uma da área técnica), poderão desenvolver um projeto performático em formato presencial, digital ou híbrido. As principais áreas de pesquisa técnica são: Iluminação, som, audiovisual e realidade virtual.  
Cada grupo é orientado em diálogo com profissionais das artes cênicas, técnicos, artistas de mídia e artistas de disciplinas relacionadas ao projeto que têm experiência e trajetória em diferentes áreas de pesquisa teatral e novas mídias na América do Sul e na Alemanha. 
O programa consiste em três fases a serem implementadas entre 2022 e 2024. A primeira fase é para residência, acompanhamento e pesquisa com assessoria profissional através de mentorias; a segunda fase é para a abertura de processos na Alemanha e o desenvolvimento de projetos. A terceira fase é dedicada à apresentação das produções acabadas em plataformas internacionais (festivais, palcos de teatro, feiras, etc.). 


Projetos selecionados

 


Mentores/as

Peter Lorenz (Áustria / Alemanha)

Tópicos da mentoria: Tecnodramaturgia

Peter Lorenz © Victor Malyshev Peter Lorenz é diretor e criador de espetáculos independente, formado em Estudos Teatrais pela Universidade de Glasgow. Ele trabalhou como assistente e diretor de revival em grandes produções de ópera, incluindo a Ópera da Escócia, a Ópera de Vancouver e o Festival de Bayreuth. Seus espetáculos têm sido apresentados principalmente no Reino Unido, países balcânicos e do mundo de língua alemã, desde performances contemporâneas, teatro musical experimental e novas óperas até instalações interativas. Peter co-fundou o Festival de Artes de Rua em Mostar em 2012 e o coletivo de performance The Doing Group, em Glasgow, em 2015.
 

Christoph Wirth (Alemanha)

Tópicos da mentoria: VR e conceituação cênica

Christoph Wirth © ObliqueSensations Christoph trabalha como dramaturgo, diretor e compositor e vive em Berlim. Como OBLIQUE SENSATIONS/ OBJECTIVE SPECTACLE ele inicia colaborações artísticas interdisciplinares. Ele desenvolve performances e instalações intermediais na intersecção de arte conceitual, pesquisa estética, práticas corporais e arte sonora experimental. Desde 2019, seus trabalhos se concentram em transduções entre tecnologia de realidade virtual e ambientes performativos. Como dramaturgo/mentor ele trabalhou para vários contextos acadêmicos, institucionais e artísticos. Em 2021 foi bolsista da Academia de Teatro e Digital Dortmund e atualmente tem uma bolsa de composição do Musikfonds de Berlim.
 

Flor Alonso (Argentina / Alemanha)

Tópicos de mentoria: VR e programação

Flor Alonso © Cortesía de Flor Alonso Florencia Alonso (Flor de Fuego) é uma artista digital que usa principalmente código e programação em tempo real para produzir experiências performativas. Ela participou de vários festivais internacionais e locais, individual e coletivamente. Ela é professora e graduada pela Faculdade de Artes da Universidade de La Plata, Argentina. Ela colabora com a comunidade Hydra, software para Live Coding visuals criado por Olivia Jack e CLiC (live coders collective), Argentina.
 

MXM - Mirella Brandi y Muep Etmo (Itália, Brasil / Alemanha)

Tópicos da mentoria: audiovisual + som

mxm © Tuca Paoli M X M é uma dupla formada por Mirella Brandi, uma artista de luz italiana, e Muep Etmo, um músico, compositor e engenheiro de som brasileiro. Eles vivem entre São Paulo e Berlim e desde 2006 pesquisam a relação entre luz e som no desenvolvimento de trabalhos audiovisuais expandidos ao vivo. Eles já participaram de vários festivais internacionais, sendo premiados três vezes pelo "Rumos Itaú". Em 2020 eles receberam o prêmio da APCA (Associação dos Críticos de Arte de São Paulo).
 

Leticia Sckycky (Uruguai / Portugal)

Tópicos da mentoria: iluminação

Leticia Skrycky © Leticia Skrycky Designer e criadora cênica, ela trabalha no campo da dança contemporânea e da performance. Tomando a iluminação como ponto de partida, ela investiga práticas de colaboração e co-criação entre seres humanos, não-humanos e linguagens em cena. Ela colabora com vários artistas da América Latina e da Europa. Ela também faz peças e pesquisas pessoais, a maioria delas co-criadas com diferentes colegas. Ela vive atualmente em Lisboa, Portugal.  
 

Sebastian Alíes (Uruguai)

Tópicos da mentoria: interatividade e audiovisual

Sebastián Alies © Cortesía Sebastián Alies Designer gráfico, Vídeo Jockey e Pesquisador de Técnicas Visuais, ele trabalha no campo da comunicação visual, da criação de imagens, do audiovisual e da intersecção de tecnologias e linguagens cênicas contemporâneas. Ele desenvolve técnicas para a criação de conteúdo em tempo real, instalações interativas, vídeo mapping, programação criativa e design sonoro, usando a tecnologia como suporte e recurso estético, tanto para artes visuais e instalações de performance quanto para artes cênicas e eventos de vários tipos.


Parceiros


Contato

COORDENAÇÃO GERAL
Chile: Fernanda Fábrega - fernanda.fabrega@goethe.de

COORDENAÇÃO LOCAL
Bolivien: Maria Tavel – maria-ivannova.tavel@goethe.de
Brasilien: Annekatrin Fahlke – annekatrin.fahlke@goethe.de
Kolumbien: Anne Bechstedt – anne.bechstedt@goethe.de
Uruguay: Irene Müller - irene.mueller@goethe.de

COMUNICAÇÕES
Pilar Vargas – pilar.vargas@goethe.de


Um projeto de

Logo Goethe-Institut

Em colaboração com

Top