Ecos do Atlântico Sul
SOBRE O FUTURO DAS RELAÇÕES TRANSATLÂNTICAS DO SUL

Echoes © Goethe-Institut

Até o século 15, o Atlântico permaneceu como fronteira distinta entre a África e a Europa, de um lado; e a América, de outro. O cruzamento desta fronteira foi sucedido pela conhecida narrativa dos “descobrimentos”: a colonização, a escravização, a exploração, a migração, de um lado; e a prosperidade na Europa, de outro. A dinâmica desenvolvida a partir do intercâmbio entre os três continentes resultou em uma ligação cultural que viria a modificar fundamentalmente os três continentes. Qual é a situação do Triângulo Atlântico no século 21? Qual será a posição a ser tomada pela Europa em relação à África e à América do Sul, depois de ter exercido, durante 500 anos e de diversas formas, o poder hegemônico colonial? Como poderá ser o futuro cultural do Atlântico Sul?



 

Carnaval em construção

A exposição digital “Carnaval em Construção” fecha o projeto Ecos do Atlântico Sul, que teve duração de três anos envolvendo os Institutos Goethe na América do Sul, África e Europa. A mostra multimídia inclui filmes, ensaios, fotografias e performances de mais de 20 artistas e intelectuais dos três continentes, como por exemplo Musa Mattiuzzi, António Ole e Gabi Ngcobo. O projeto Carnaval em Construção foi apresentado no dia 24 de abril de 2021,  em inglês, através de uma vernissage online, estando disponível também em alemão.


 

Contato

Julian Fuchs
Diretor da Programação Cultural para São Paulo e América do Sul
julian.fuchs@goethe.de