Acesso rápido:

Ir diretamente ao contéudo (Alt 1)Ir diretamente à navegação secundária (Alt 3)Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)

Terra à vista

Idioma: alemão e diversos
Legendas: alemão, inglês, francês, português, espanhol
Gênero: documental
País: Alemanha
Ano: 2013
Direção: Judith Keil, Antje Kruska
Com: Abdul Nasser Jarada, Brian Ngopan, Farid Sahimi, Rose Dittfurth
Produção: Indi Film GmbH (Stuttgart), RBB (Berlín y Potsdam), Arte Deutschland TV GmbH (Baden-Baden)
Duração: 93 minutos

______________________________

Quando os refugiados chegam à Alemanha, sua vida diária geralmente difere de suas expectativas. É o que mostra o documentário Terra à vista, de Judith Keil e Antje Kruska. Três refugiados tentam começar uma nova vida em Brandenburg e devem lutar contra a resistência e o preconceito. Abdul, um xeque do Iêmen, o iraniano Farid e Brian dos Camarões vivem em uma casa para requerentes de asilo na pequena cidade de Bad Belzig, em Brandemburgo. Mas esses homens não têm muitas oportunidades de se aproximar de seus sonhos e objetivos. Não se sabe muito sobre suas origens, mas o filme mostra suas personalidades. Uma assistente social dedicada é responsável por eles e às vezes os expõe a situações não convencionais, como visitar um grupo amador de dança do ventre ou um desfile de banda. Em festas locais, em repartições públicas e em discotecas, suas expectativas se chocam com a visão e os princípios dos alemães. Em vez de reagir com consternação, o filme prefere resgatar o humor inesperado dessas situações. Eles são confrontados com esperanças, ansiando por seu lar distante e uma burocracia alemã implacável. Até o caminho para o tão esperado direito de permanência acaba sendo muito difícil. Sem experiência ou conhecimento de costumes em repartições públicas, Abdul, Farid e Brian se deparam repetidamente com mal-entendidos e desconfiança. Ao mesmo tempo, alguns alemães estão fazendo esforços pungentes para ajudar esses estranhos.

As pessoas estão no centro deste filme dos experientes diretores Judith Keil e Antje Kruska. Conseguem, assim, ter um olhar diferente sobre o problema da migração e sobre quem pede asilo. E é um retrato das estratégias que a sociedade alemã aplica para se proteger dos estrangeiros. Este filme ganhou o Prêmio Goethe-Institut 2013 de Melhor Documentário no Festival Internacional de Documentário e Animação de Leipzig (DOK Leipzig).

Assistir ao filme agora
Top