Acesso rápido:

Ir diretamente ao contéudo (Alt 1) Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)

Cultura da lembrança entre adolescentes
A memória coletiva da pandemia

© Beatrice Davies
© Beatrice Davies | © Beatrice Davies

Crianças e adolescentes crescem hoje em meio a restrições de contato e à proibição de atividades ao ar livre. De que virão a se lembrar quanto tudo tiver passado? Como os questionamentos resultantes dessa situação determinarão sua memória coletiva? A ilustradora Beatrice Davies procura por respostas em seus quadrinhos.

Há mais ou menos um ano e meio, crianças e adolescentes na Alemanha só podem marcar encontros com amigas e amigos selecionados, têm aula em casa, às vezes em revezamento na escola, às vezes usam máscara nas salas de aula, às vezes não – as regras mudam constantemente e não são as mesmas nem nos 16 estados alemães, diferindo de um distrito para outro. Quem ainda entende isso?

Viagens, shows e eventos continuam a ser cancelados, e o perigo invisível de se infectar ou contaminar outras pessoas perdura. Quais as consequências dessas experiências sobre as pessoas em fase de crescimento, em seu dia a dia, e como essas vivências vão determinar a memória coletiva? A ilustradora Beatrice Davies sai em busca de respostas.

A vida antes da pandemia… A vida antes da pandemia… | © Beatrice Davies
O que será da geração cujo desejo de liberdade é visto como transgressão?
 
…de repente confrontados com proibições e regras de distanciamento. …de repente confrontados com proibições e regras de distanciamento. | © Beatrice Davies
Sempre acompanhados da pergunta: “Represento perigo para as outras pessoas?”
 
A nova realidade acontece sob forma digital. A nova realidade acontece sob forma digital. | © Beatrice Davies
Será que se contentarão com a liberdade aparente da internet e substituirão o mundo lá fora pelo mundo por trás das telas?
 
Aqui se pode encontrar despreocupadamente pessoas semelhantes e movimentar-se sem esforço de um chat para outro.  Aqui se pode encontrar despreocupadamente pessoas semelhantes e movimentar-se sem esforço de um chat para outro. | © Beatrice Davies
E se esse caminho não puder mais ser revertido?
 
Será que os e as adolescentes algum dia vão se encontrar de novo “de verdade”?  Será que os e as adolescentes algum dia vão se encontrar de novo “de verdade”? | © Beatrice Davies

Se afinal se expressarem exclusivamente através de seus avatares… encontrarão o caminho de volta para o verdadeiro ‘eu’? E se não… quão perigoso isso é para eles e para a sociedade?
 

Biografia:

Nascida em 1990 na Itália, Beatrice Davies é uma ilustradora e quadrinista radicada em Berlim, Alemanha. Depois de ganhar uma bolsa da Escola de Artes Visuais de Nova York em 2010, começou a estudar ilustração. Em 2015, iniciou seus estudos de Comunicação Visual na Academia de Arte Weißensee, em Berlim. Em 2016, ganhou a bolsa ComicInvasion Berlin, o que impulsionou uma colaboração com o jornal de pessoas em situação de rua strassen|feger. Sua primeira graphic novel, Der König der Vagabunden – Gregor Gog und seine Bruderschaft (O rei dos vagabundos – Gregor Gog e sua irmandade), publicada em 2019 pela editora avant-verlag, fez parte da seleção para o Prêmio Leibinger Comic 2019. Seu segundo volume de quadrinhos, A Child’s Journey (A jornada de uma criança), foi publicado em meados de 2020 pela editora JaJa Verlag.

Top