Acesso rápido:

Ir diretamente ao contéudo (Alt 1)Ir diretamente à navegação secundária (Alt 3)Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)

Diálogos sobre democracia digital

No contexto do Tramas Democráticas, convidamos integrantes da sociedade civil sul-americana e alemã para conversar sobre a democracia na era digital, a partir dos antitemas: estupidez coletiva, opacidade e inércia. Confira agora as reflexões geradas em crônicas, ensaios e entrevistas e debates.    

Estupidez coletiva

Estupidez coletiva


 

Foto de Yasodara Cordova

Yasodara Cordova
“O ESTÚPIDO É ALGUÉM QUE TEM MEDO”

É preciso promover o conhecimento sobre temas que geram temor ou raiva, a fim de fazer com que as pessoas não queiram mais eliminar a diferença.
 
 

Foto de Fernando Kleiman

Fernando Kleiman
"Nós somos a estupidez coletiva"

Ao aderir uma onda, pode ser muito difícil sair dela, aponta o gestor público brasileiro, para quem o comportamento de manada pode se tornar uma estratégia de sobrevivência. 

Foto de Javier Guillot

Javier Guillot
"Uma atitude aberta para aprender"

Ao se usar a palavra “estupidez” no discurso público, dá-se mais um passo para desqualificar o outro e fechar as portas para a possibilidade de entendimento.

Foto de Debora Albu Pablo Ortellado e Gabi Juns

Painel sobre estupidez coletiva e democracia digital
"Repensar o botão de curtida é fundamental"

Ativistas e pesquisadores dos processos digitais discutem seus efeitos na política e na sociedade em painel do projeto Tramas Democráticas.
 

 Foto de Marco Konopack

Marco Konopack
“A MAIOR AMEAÇA ÀS DEMOCRACIAS DO SÉCULO 21”

A estupidez coletiva é a maior ameaça que as democracias do século 21 enfrentam, colocando-se como obstáculo para a liberdade de expressão e o debate livre de ideias.
 

Foto da autora Paula Penha

Paula Peña
"A desinformação deixou consequências nefastas"

A manipulação da informação tem gerado a eleição de líderes com ideias que atentam contra as liberdades e os direitos sociais.

Foto de Ana Bárbara Gomes Pereira

Ana Bárbara Gomes Pereira
"Transformar a realidade através do conhecimento"

A comunidade científica tem falhado em demonstrar como o conhecimento produzido dentro dos muros das universidades, públicas em especial, pode transformar a sociedade
 

Foto de Debora Albu

Entrevista com Debora Albu
“É PRECISO RESGATAR A IMPORTÂNCIA DA CIÊNCIA”

A especialista brasileira Debora Albu reflete sobre a ambiguidade da sociedade digital e aponta para a necessidade de uma esfera pública menos polarizada.

Foto de Marcio Black

Entrevista com Marcio Black
“TODO REGIME AUTORITÁRIO OPERA NA DESINFORMAÇÃO”

Um dos grandes desafios no Brasil de hoje é recuperar de volta a crença na democracia, algo que vai muito além da política institucional.
 
 

Opacidade

Opacidade


 

Foto de Nina da Hora

Entrevista com Nina da Hora
“A OPACIDADE EXISTE DEVIDO A LACUNAS NA EDUCAÇÃO”

Nina da Hora, estudante de Ciência da Computação, procura descomplicar a tecnologia, a fim de atrair mais jovens periféricos para esse campo da ciência.

Foto de Wesley Matheus

Wesley Matheus
Um Estado opaco pode ser democrático?

Quando o assunto é o Estado, a opacidade não é apenas de natureza concreta, podendo se revelar através de normas complexas, linguagens rebuscadas ou organogramas complexos.

Foto de Juan Pablo Marín e Juliana Galvis

Juan Pablo Marín e Juliana Galvis
A OPACIDADE NO ACESSO À INFORMAÇÃO

Como bem público, a informação não deve ficar em poder das grandes empresas de tecnologia ou de governos, mas sim nas mãos dos cidadãos. 

Foto de Nicolás Díaz

Entrevista com Nicolás Díaz
"A democracia sempre será imperfeita"

O cofundador e diretor executivo do Extituto fala sobre transparência e inteligência cívica e a colaboração na inovação democrática na América Latina

Foto de Heny Cuesta

Heny Cuesta
A invisibilidade em tempos de opacidade

É preciso reconhecer as vozes que construíram cada nação, essas figuras borradas que lutam diante da invisibilidade estatística dos grupos étnicos.

Arte abstrata com texto inercia

Inércia


 

Foto von Tiago Peixoto

Entrevista com Tiago Peixoto
Só vamos aprimorar a democracia com mais democracia

As instituições democráticas não acompanharam a evolução social e permanecem inertes, ancoradas no século 20. Mesmo assim, são muitas as ferramentas para exercer a cidadania.

Foto de Carolina Botero

Entrevista com Carolina Botero
"Os perdedores são os pobres"

Carolina Botero, da Fundação Karisma, fala sobre democracia e desigualdade, as falácias do enfoque tecnopositivo na política pública e a necessidade de educar criticamente em tecnologia.

Foto de Silvana Bahia

Workshop sobre inércia e democracia digital
“A TECNOLOGIA NÃO É NEUTRA”

Encontro em que se discutiu como algoritmos podem amplificar o racismo e o sexismo na sociedade, apontando que o preconceito racial está muitas vezes embutido em softwares de reconhecimento facial e nas inteligências artificiais.

Foto de Helena Silvestre

Helena Silvestre
“UM FUTURO COM RAÍZES E ASAS”

Lutas e movimentos, que passam ao largo da paralisia das instituições, apresentam-se como formas possíveis de moldar outro futuro. 

Foto de Isabella Brandalise

Isabella Brandalise
Imaginar futuros para romper a inércia

Assim como o design esboça novos cenários, as sociedades também podem projetar e celebrar caminhos que rompam com a inércia de um futuro provável e com sistemas de opressão e ameaça às democracias.

Foto de Adelaida Barrera

Adelaida Barrera
Menos pontos cegos

Os celulares e as redes sociais podem se constituir em ferramentas capazes de expandir nossa autonomia, mas todos os dias nos sentimos presos em vícios antigos por conta de um projeto que recompensa maus hábitos ou perpetua nossa inação.


Mais sobre sociedade civil digital

Thamy Pogrebinschi

Thamy Pogrebinschi
DEMOCRACIA E INTELIGÊNCIA SOCIAL

Mesmo em condições adversas, com respostas do Estado ausentes, lentas ou insuficientes, a inteligência coletiva e a sabedoria das multidões são recursos ilimitados e sempre disponíveis.

Yolanda Rother

Yolanda Rother
DEMOCRACIA EM ESTADO DE EXCEÇÃO

Processos devem ser comunicados de maneira transparente em sua totalidade, a fim de tornar compreensíveis as responsabilidades e as decisões, promovendo assim os valores da democracia digital.

Top