Acesso rápido:
Ir diretamente ao contéudo (Alt 1)Ir diretamente à navegação secundária (Alt 3)Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)

Toby Walsh
Ser humano vs. máquina

As inteligências artificiais fazem cada vez mais parte da nossa sociedade. Mas como decidimos o que deve ser feito por seres humanos ou por máquinas?

Na segunda metade do século 18, a industrialização provocou uma ruptura na sociedade ocidental. Mais tarde, o trabalho em linha de montagem e máquinas modernas mudaram fundamentalmente o papel do indivíduo.

Será que as inteligências artificiais também irão aos poucos substituir a força de trabalho humana? Afinal, muitas empresas já utilizam robôs. Tudo deve ser mais eficiente, mais barato, mais preciso. O ser humano é passível de erros, a máquina pode ser programada com o máximo de precisão. Toby Walsh, professor de Inteligência Artificial na Universidade de New South Wales, investiga essa questão. Para ele é certo: os robôs irão assumir tarefas, mas nunca substituirão a nós, seres humanos. Devemos decidir por nós mesmos em que setores faz sentido que um robô trabalhe em nosso lugar e em que áreas queremos manter nossa total responsabilidade.

Top