Acesso rápido:
Ir diretamente ao contéudo (Alt 1)Ir diretamente à navegação secundária (Alt 3)Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)

Lorena Jaume-Palasí
Algoritmos – maldição ou benção?

Seguir as instruções passo a passo até o problema ser resolvido: é mais ou menos assim que funcionam os algoritmos. Porém, o que pode facilitar a estruturação e a execução de certas tarefas também revela-se discriminatório na prática.

Controlamos os algoritmos ou somos controlados por eles? Os algoritmos são uma parte integral do nosso cotidiano. O semáforo da esquina, por exemplo, determina quando devemos atravessar a rua e quanto tempo temos para fazê-lo. Mas os algoritmos também determinam a ordem dos resultados em nossas ferramentas de busca e quais anúncios nos são expostos nas mídias sociais.



Os algoritmos são poderosos – e portanto perigosos. Afinal, eles não apenas organizam muitos aspectos do mundo no qual vivemos, mas também podem levar à discriminação de certos grupos sociais e a uma perda de autonomia, pois permitimos que outros decidam por nós. Lorena Jaume-Palasí é fundadora da Ethical Tech Society, uma organização sem fins lucrativos que pesquisa o impacto social da tecnologia. O trabalho de Lorena lida com algoritmos e seus efeitos na sociedade. É quase impossível viver sem algoritmos, admite ela, mas devemos estar atentos e nos assegurar de que eles não afetem todas os aspectos de nossas vidas.

Top