Acesso rápido:
Ir diretamente ao contéudo (Alt 1)Ir diretamente à navegação secundária (Alt 3)Ir diretamente à navegação principal (Alt 2)

Julia Steinigeweg
Por que analógico, se pode ser digital?

Cada um de nós tem – pelo menos – uma identidade digital. Há muito que o mundo digital já não determina apenas o aspecto tecnológico de nosso dia a dia, mas influencia cada vez mais nossas estruturas sociais.

O digital controla nosso dia a dia. Estamos permanentemente rodeados por nossos telefones celulares, trocamos informações pessoais através das mídias sociais, divulgamos nossos dados e regulamos até a iluminação de nossos apartamentos através de aparelhos inteligentes. O que, há alguns anos, parecia inacreditável, hoje faz parte da normalidade cotidiana, de um dia a dia que é preparado, consumido e recebido através de plataformas como Instagram e Facebook.

Mas o que isso tudo significa para nossos relacionamentos interpessoais e nossa vida real? Em suas obras, a fotógrafa e artista Julia Steinigeweg investiga os efeitos do mundo digital em nosso cotidiano e em nossos relacionamentos interpessoais. Quanto mais se lida com fenômenos absurdos, mais normais eles acabam por parecer.

Top