Todos x Fakes
Palestras, oficinas e hackaton contra a desinformação

O que significam conceitos como fake news, desinformação e infoxicação? Como identificar fontes de informação de qualidade, para evitar enganos? Como a junção entre comunicação e tecnologia pode servir como interface para a educação contra a desinformação?

Atualmente, na medida em que o fluxo de informações é cada vez mais rápido e a distinção entre fato e ficção cada vez mais frágil, torna-se fundamental adquirir uma conduta crítica frente às notícias: classificar e avaliar as informações, compreender os mecanismos que regulam as funções nas mídias sociais e os interesses comerciais aos quais os provedores das plataformas estão ligados.
 
Para trocar perspectivas e discutir soluções para o combate à desinformação, o Goethe-Institut São Paulo organiza o projeto TODOS X FAKES durante quatro dias.
 
Nos dias 10, 11 e 12 de outubro o evento promove palestras e oficinas que proponham uma reflexão sobre o tema da desinformação de uma perspectiva transnacional e multidisciplinar. O evento reúne profissionais do jornalismo, ativistas das mídias, hackers e programadores de países como Alemanha, Argentina, Brasil, Colômbia e Chile.

Está previsto também um Hackaton nos dias 12 e 13 de outubro. Trata-se de uma maratona de trabalho com hackers, desenvolvedores de games, jornalistas e produtores de conteúdo, que produzirão games, apps e conteúdos online que proponham combater de forma lúdica e instigante a desinformação e as fake news. Os resultados do Hackaton serão apresentados no final do dia 13 de outubro (domingo).
 
Todas as atividades são abertas e gratuitas.

Inscrições

Palestras e oficinas

Inscreva-se aqui para as palestras e oficinas nos dias 10, 11 e 12 de outubro 2019.

Hackaton

As inscrições foram encerradas em 27 de setembro. Estamos ansiosos para o Hackathon com todos os participantes! 

Programa

O programa tem curadoria de Ivan Paganotti (FIAM-FAAM/São Paulo), Jean Rafael Tomceac (FEUSP/Anhembi-Morumbi, São Paulo), Fabiano Onça (Faculdade Impacta, São Paulo) e Rodrigo Ratier (Cásper Líbero/São Paulo).


18h00 | Credenciamento e welcome coffee
 
19h00 | Abertura
 
19h15 - 20h45 | Mesa 1: Você é o que você lê: O problema das fake news, desinformação e infoxicação
Mediação: Rodrigo Ratier (Cásper Líbero e "Vaza, Falsiane")
 
Sociedade e mídia: como sobreviver ao mundo em que vivemos – e como mudá-lo?
  • Gilberto Scofield (Agência Lupa/Rio de Janeiro)
  • Adriana Amado (Centro para la Información Ciudana/Buenos Aires)
Por que (e como) a política precisa ser assunto de todos 
  • Camilo Jiménez Santofimio (Revista Arcadia/Bogotá) - Como fontes de informação de qualidade disputam na gritaria do debate público?
  • Miguel Thompson (Fundação Santillana/São Paulo) - A Bancada da Educação 
20h45 - 21h30 | Experiências práticas: Apps e games inovadores: como se inspirar com o melhor da tecnologia
Mediação: Jean Rafael Tomceac (FEUSP/Anhembi-Morumbi)
  • Estudos de caso: TOP 10 soluções tecnológicas disruptivas
  • Oficina mobile: Luiz Fernando Menezes (Aos Fatos/Fátima/São Paulo) - Ferramentas contra a infoxicação: usando as mídias digitais a nosso favor
 
21h30 – Encerramento do debate com síntese dos mediadores
 

18h00 | Welcome coffee
 
19h15 - 20h45 | Mesa 2 - Competências midiáticas: o que aprender, o que ensinar
Mediação: Ivan Paganotti (FIAM-FAAM e Vaza, Falsiane)
  • Tomas Perez Vizzon (Revista Anfíbia/Podcast Todo es fake/Buenos Aires) - O que dá credibilidade para uma fonte de informação?
  • Pollyana Ferrari (PUC-SP/São Paulo) - Um mundo guiado por algoritmos: há saída para as bolhas de fake news?
  • Pablo Ortuzar Kunstmann (Universidad Andres Bellos/Santiago de Chile) 
 + Competição Kahoot!: Você, fact checker: como evitar notícias falsas  

20h45 - 21h30 | Experiências práticas - A armadilha do jogo educativo: é possível aprender brincando?
Mediação: Fabiano Onça (Faculdade Impacta)
  • Estudos de caso: Grandes sucessos e retumbantes fracassos nos jogos educativos
  • Pedro Paiva (Porto Alegre) – Jogos digitais e ativismo político
21h30 | Encerramento do debate com síntese dos mediadores
 
21h45 | Início do Hackaton


 

10h - 11h15 | Mesa 3 - Ativismo contra desinformação
Mediação: Ivan Paganotti (FIAM-FAAM)

Apresentações curtas (6 minutos cada) de cada convidado, seguido de debate:
  • Branca Schulz (Midia Ninja/São Paulo)
  • Estebán Magnani (Buenos Aires)
  • Pedro Paiva (Porto Alegre)
  • Gabriel Menotti (Vitória)
11h15 - 12h30 | Mesa 4 - Diversifiers: feminismo, educação, juventude, LGBTs e periferia
Mediação: Rodrigo Ratier (Cásper Líbero)
  • Bruna Dias (Porto Alegre)
  • Saulo Tafarelo (Frente LGBT e Casperiana/São Paulo)
  • Gabriely Oliveira (Perifacon/São Paulo)
14h - 15h15 | Mesa 5 - Oficina de jogos
Mediação: Fabiano Onça (Impacta)
Oficina com jogos de tabuleiros
 
15h15 - 16h30 | Mesa 6 – O que as redes sociais fizeram de nós – e o que nós podemos fazer com elas
Mediação: Ivan Paganotti (FIAM-FAAM)
  • Rebeca Garcia (Facebook/São Paulo)
  • Rodrigo Ratier (Cásper Líbero/São Paulo)
  • Leonardo Sakamoto (PUC-SP/São Paulo)

Participantes


Docente, investigadora e analista política argentina. Doutora em Ciências Sociais pela Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales (FLACSO), mestre em Comunicação Institucional e Bacharelada em Letras pela UBA. Conta com várias publicações acadêmicas, onze livros de sua autoria e mais de 20 obras coletivas. Além disso, é ativista cívica e presidente da Diretoria de Informação ao Cidadão e Monitoramento Parlamentar, uma iniciativa que promove a informação pública responsável.
 

 

Formada em Artes Visuais pela UFRGS e atualmente cursa mestrado em Poéticas Visuais na mesma instituição, focando sua produção prática e teórica nos jogos digitais. Desenvolvedora, trabalhou no Aura Remastered, jogo produzido para o Goethe-Institut de Porto Alegre. É parte do coletivo e podcast Ataque que se propõe a refletir sobre diversas questões relacionadas a cultura do videogame.
 

Editor-chefe e Publisher do Arcadia, a revista cultural mais influente da Colômbia. Membro do conselho da Press Freedom Foundation em Bogotá. Entre 2017 e 2018 foi editor-chefe da Vice Colômbia e projetos digitais como: "¡Pacifista!", sobre o processo de paz no país. E "Candidater", uma ferramenta web que visa fornecer informações sobre partidos políticos no período que antecede as eleições.
 

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade de Buenos Aires e magistrado pela Universidade de Londres. Trabalha como docente e diretor na Universidad Nacional de Rafaela. É jornalista especializado em tecnologia, tema sobre o qual discorre em várias mídias. Autor do livro “Tensión em la Red”.

Doutor em Meios e Processos Audiovisuais pela ECA-USP. Mestre em Comunicação pela ECA-USP. Graduado em Jornalismo pela ECA-USP. Professor de Game Design na Faculdade Impacta. Bi-campeão do torneio "Createurs de Jeux de Societé", promovido pelo Centre National Du Jeu, França. Quinze anos produzindo games para o mercado corporativo.

Professor adjunto do Departamento de Comunicação da UFES. Atua como curador e pesquisador nas mais variadas formas de cinema. Já organizou exibições de cinema pirata, festivais de filmes remix, campeonatos de videogame, oficinas de roteiro pornô, instalações com projetores super8, mostras de arte generativa e simpósios acadêmicos, entre outras coisas. É PhD em Media and Communications pelo Goldsmiths College (Universidade de Londres) e doutor em Comunicação em Semiótica pela PUC-SP.

Cientista Social pela USP e repórter formada pela Escola de Jornalismo Énois. É produtora do PerifaCon - a primeira Comic Con da favela. É pesquisadora de seriado documental da GNT.

Executivo de comunicação e marketing com especialização em comunicação e marketing digital. É diretor de Negócios e Estratégia da Agência Lupa, de checagem de fatos. Foi chefe da Assessoria de Comunicação e Marketing da ANCINE – Agência Nacional do Cinema, diretor da agência de comunicação integrada Máquina Cohn & Wolfe, consultor de comunicação da SECOM da Presidência da República e editor do jornal e do site de O Globo, onde mantinha uma coluna sobre a cidade do Rio. Pelo jornal, passou cinco anos como correspondente estrangeiro em Pequim, na China e dois anos como correspondente em Washington, nos EUA, retornando ao Brasil em 2010. Começou em empresas digitais ainda em 2000 ao assumir o então inédito cargo de editor de conteúdo do portal de finanças iG Finance. De lá para cá vem trabalhando com conteúdos e estratégias digitais. Ao longo de uma carreira de 30 anos, escreveu para Revista Exame, Jornal do Brasil, O Estado de São Paulo, Revista Época, IG Finance e O Globo. É bacharel em Comunicação Social pela Universidade gama Filho e possui um MBA em Marketing Digital pela Fundação Getúlio Vagas.
 

Docente do Mestrado Profissional em Jornalismo do FIAM-FAAM. Doutor em ciências da comunicação pela USP, com estágio doutoral na Universidade do Minho (Braga/Portugal), com bolsa Capes (2014), é pesquisador do Midiato/ECA-USP e do Obcom-USP. Co-criador do curso online Vaza, Falsiane! que visa combater as fakes news com uma abordagem pop.

 

Doutorando em Educação da FEUSP com pesquisa em Letramento Digital. Mestre em Educação: Currículo e Graduado em Tecnologia e Mídia Digital pela PUC-SP. Professor de Gamificação da Pós em Design de Experiência (UX) da Universidade Anhembi Morumbi. Curador Editorial do Comkids Interativo. Mentor do Sebrae-SP. Já trabalhou em projetos de inovação educacional e curricular junto ao Secretaria de Educação do Estado de SP,  Governo da Colombia, Escola da Vila, entre outros. Atualmente coordena a área de Tecnologia Educacional do Colégio Visconde de Porto Seguro - Campus Panamby.

Docente do Departamento de Jornalismo da PUC-SP. Doutor em ciência política pela USP, é coordenador geral da ONG Repórter Brasil e foi visiting scholar do Departamento de Ciência Política da New School for Social Research, em Nova Iorque (2015-2016). Co-criador do curso online Vaza, Falsiane!, que visa combater as fakes news com uma abordagem pop.
 

Repórter do Aos Fatos desde 2017. Trabalha atualmente com checagem de desinformação nas redes sociais. Quase mestre em Linguística pela UNIFESP, onde estuda potencialidades do Jornalismo em Quadrinhos. Tem passagem pela Folha de S. Paulo e pelo portal Adrenaline. Autor do livro-reportagem em quadrinhos "Socorro! Polícia!".
 

Formado em Biologia pelo Mackenzie. Mestre e doutor em Oceanografia pelo Instituto Oceanográfico da USP. Autor de livros didáticos e consultor PNUD. Atualmente, é diretor acadêmico da Fundação Santillana da Editora Moderna.
 

Já passou por uma variedade de mídias, trabalhando com animação, VFX e design de interação. Em 2007 começou na carreira acadêmica como professor universitário de design de interação e desenvolvimento de games. Atualmente desenvolve uma tese de mestrado onde investiga o uso de redes neurais para a criação de imagens sintéticas que possam ser usadas para gerar notícias falsas.

Desenvolvedor de jogos digitais, publica sob o selo Menos Playstation títulos como “Arguing with a fascist is just ARGH!” e “Jogos de Verão com Gente Pelada pro MBL Divulgar Bastante”. Professor de Artes Visuais formado pela UFRGS, ministrou oficinas de instrumentalização em game design que culminaram nas coletâneas “Esses Games Violentos” e “Esses Games Violentos: Proibidão”. Compõe a Peteca junto a colegas do videogame independente, uma organização de abrangência nacional com programa radicalmente democrático. Compõe também o podcast e coletivo Ataque, comentando videogame e sociedade. Participa da construção nacional da Gamejam Antifascista.
 

Pós doutora em comunicação pela Universidade Beira Interior (UBI) – PT, Doutora e Mestre em Comunicação Social pela Universidade de São Paulo (USP), jornalista, professora do Departamento de Jornalismo e professora do programa Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD), ambos pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). É autora de 7 livros sobre comunicação digital, entre eles, “Como sair das bolhas” (2018), “Jornalismo Digital” (2010), “No tempo das telas” (2014) e “A força da mídia social” (2014). 
 

Gerente de Políticas Públicas do Facebook no Brasil. Mestre em Direito Civil pela UERJ. Doutoranda em Direito Comercial pela USP.

Docente do curso de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero. Doutor em educação pela USP, com estágio doutoral na Université Lumière Lyon 2 (França), com bolsa Capes (2015). Co-criador do curso online “Vaza, Falsiane!”
 

Estudante do terceiro ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero e membro do Grupo de Ação da Frente LGBT+ Casperiana. Atua no grupo com ênfase nas redes sociais, manejando posts e criando conteúdos que sejam interessantes à Frente no Instagram e no Facebook. Trabalha como repórter da Exitoína, site de entretenimento da Editora Caras, e já trabalhou em comunicação no Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico, tratando de pautas como direito a cidade e direitos das minorias. Dentro da faculdade, é bolsista do Centro Interdisciplinar de Pesquisa e desenvolve uma iniciação científica sobre a identidade e representação do homossexual na mídia brasileira com recorte do personagem Crô da novela Fina Estampa da Rede Globo de Televisão.

Graduado em Ciências da Comunicação e jornalista especializado em cultura digital. É o editor responsável pela estratégia editorial e inovação da Revista Anfíbia. Este ano dirigiu a série documental Plataformas, onde aborda o futuro do trabalho. Conduz o podcast de cultura digital “Todo es Fake”.
 

Showcase

Aplicações, websites e jogos contra a desinformação

Assessoria de imprensa

Simone Malina
Comunicação e Imprensa
Tel. +55 11 3296-7022
simone.malina@goethe.de    

Nathalia Birkholz
Assessora de Comunicação
Tel. +55 11 2609-9083
nathalia@tropi.press

Artigos

SOBERANIA DIGITAL Design: ZKM Karlsruhe

SOBERANIA DIGITAL

Como nós nos afirmamos na sociedade digital? Quais ferramentas precisamos dominar, que habilidades temos que aprender? O ZKM | Centro de Arte e Mídia de Karlsruhe e o Goethe-Institut dão, juntos, algumas respostas. O projeto Soberania digital  impulsiona o pensamento e apoia atitudes autônomas.

Top