Teatro Bookpink - O Livro dos Pássaros

Bookpink - O Livro dos Pássaros © Divulgação

5ª, 28.10.2021

20:00

Online

TRANSIT

Bookpink - O Livro dos Pássaros traz diversas reflexões sobre nossas existências atravessadas por temas globais da atualidade, como as relações familiares contemporâneas, e questões urgentes como imigração, homofobia e preconceito. Personagens-pássaros, que ao mesmo tempo são humanos, se revelam através das telas, com a consciência de quem está sendo observado e se colocando na posição de quem sempre tem algo a dizer. Alguns, levados ao extremo da confissão pessoal, e outros apenas se afirmando como entidades estáticas, numa ilusão de liberdade. Bookpink - O Livro dos Pássaros nos faz pensar sobre nossa realidade e nos envolve em um tema filosófico, com narrativas carregadas de um humor ácido e atual.

Indicação etária: 16 anos | Duração: 90 minutos

Link para transmissão de BOOKPINK - YouTube Goethe-Institut Porto Alegre



FICHA TÉCNICA

DIREÇÃO: Liliane Pereira
ELENCO: Gisela Rodriguez, Jeffie Lopes, Vivian Salva, Giovana de Figueiredo, Marcos Kligman, Ed Lannes, Yheuriet Kalil, Leon Oliveira, Bia Malagueta e Luna Schmid
CINEMATOGRAFIA: Bernardo Zancan
TRILHA SONORA, EDIÇÃO E FINALIZAÇÃO AUDIOVISUAL: Paulo Ratkiwiecz
DRAMATURGISMO: Gisela Rodriguez
PRODUÇÃO: Liliane Pereira e Bernardo Zancan
TRADUÇÃO: Christine Röhrig 

Performing Rights S.Fischer Verlag GmbH, Frankfurt am Main, Germany.
 


SOBRE O PROJETO

Bookpink - O Livro dos Pássaros é uma das duas encenações virtuais do texto teatral “Bookpink”, de Caren Jeß, resultado do projeto  “TRANSIT – Experimentos cênicos virtuais”, realizado pelo Goethe-Institut Porto Alegre, em parceria com o Festival Palco Giratório do SESC/RS. 

Em suas quatro primeiras edições, em 2017, 2018, 2019 e 2020 o Goethe-Institut Porto Alegre e o Palco Giratório apresentaram as encenações, respectivamente, dos textos As Trevas Risíveis (“Die Lächerliche Finsternis”), do alemão Wolfram Lotz; Tremor (“Beben”), de Maria Milisavljevic, tocar paraíso (“paradies spielen”) de Thomas Köck e “Wonderland Ave.” de Sibylle Berg.
 
Em 2021, pela primeira vez, a selecionou exclusivamente propostas para a montagem virtual do texto “Bookpink”, abrindo as portas para os diversos formatos criativos que surgiram nos últimos meses. Assim, artistas podiam explorar essa diversidade de formatos e novos desafios do teatro em tempos pandêmicos. As montagens virtuais selecionadas tiveram sua estreia no 15° Festival Palco Giratório do SESC/RS, em outubro 2021.

O portal AGORA Crítica Teatral acompanhou as estreias e cada uma das encenações foi contemplada com um texto realizado colaborativamente entre Michele Rolim (crítica e editora AGORA Crítica Teatral) e Leandro Silva (colaborador do AGORA Crítica Teatral).   



 

Voltar