Programa de Residências
VILA SUL

Residentes

Vila Sul, Salvador-Bahia

  • Vista do pátio © Gabriela Randig
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Cozinha © Aldren Lincoln
  • Cozinha © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Ambiente de convívio © Aldren Lincoln
  • Apartamento © Aldren Lincoln
  • Apartamento © Aldren Lincoln
  • Apartamento © Aldren Lincoln
  • Apartamento © Aldren Lincoln
  • Apartamento © Aldren Lincoln
  • Circulação © Aldren Lincoln
  • Circulação © Aldren Lincoln
  • Circulação © Aldren Lincoln
  • Corredor © Aldren Lincoln
  • Corredor © Aldren Lincoln
  • Corredor © Aldren Lincoln
  • Vista do quarto © Aldren Lincoln

O programa de residência VILA SUL foi lançado em 2016.
Em um mundo cada vez mais globalizado – com as principais características da crescente digitalização e a busca simultânea de novas relações analógicas – as redes culturais são um dos mais importantes instrumentos de posicionamento. As residências são um formato particularmente eficaz para encontros sustentáveis e (co-)produção criativa. Entretanto, são necessárias novas abordagens capazes de agir de múltiplas formas e ter um impacto múltiplo, pois o mero bilateralismo, o ir e vir, não é mais suficiente neste mundo que está em busca de uma nova ordem.

A Europa está sempre no topo dos atlas modernos, por isso o Ocidente, por assim dizer, transformou o globo – o redondo como protótipo de uma forma igualitária – em uma torre que conhece apenas um topo e um fundo.

O modernista uruguaio Joaquín Torres-García foi um dos primeiros na América do Sul a reconhecer este desequilíbrio estrutural colonial e fundou uma Escuela del Sur em 1935. Seu mapa do mundo invertido pode servir como símbolo de uma nova geopolítica, especialmente hoje.

Falamos agora do Sul Global, uma banda geopolítica que se estende do Brasil à África do Sul, à Índia e à Indonésia. O intercâmbio intelectual transcontinental está aumentando rapidamente no hemisfério sul. As e os protagonistas deste diálogo se emancipam com autoconfiança da Europa e dos EUA.

O Brasil, o país economicamente mais forte da América do Sul, destaca particularmente neste processo, pois o país ganhou muito prestígio no plano político e, além do diálogo Norte-Sul, agora também iniciou um diálogo Sul-Sul há muito esperado na política, economia e cultura. Esta mudança de perspectiva deu origem a novas perspectivas e linhas de força geopolíticas e culturais altamente relevantes para o diálogo intercultural com os países do "Norte" e, portanto, também para a Alemanha, pois para manter uma voz audível nos discursos do futuro, a Europa deve se abrir às perspectivas do Sul e aprender a compreendê-las melhor.
Rücksicht © Gabriela Randig 2016 O programa de residência persegue uma orientação temática e é dirigido a intelectuais, artistas, cientistas e autorxs já reconhecidxs de todas as disciplinas ou a pessoas que trabalham ou pesquisam de forma interdisciplinar.

A seleção de participantes ocorre através de um processo de nomeação internacional.

O tema principal é o "Sul". Com base nisso, o foco nos próximos anos será "Patrimônio Africano/Pós-colonialismo", "Sustentabilidade" e "Desenvolvimento Urbano".

A duração regular das residências é de dois meses e em cada período quatro residentes, doze no total por ano, são convidadxs a trabalhar no local em sua pesquisa/planeamento/idea sobre os temas mencionados, a experimentar e a se encantar pela cena cultural, pela cidade e pela natureza. Não há obrigação de produção e o resultado é aberto. No entanto, espera-se que cada residente se disponibilize para duas apresentações públicas com parceirxs do programa durante sua estadia, se possível.
 
 
Fassade © Ida Meissner 2013 O programa de residência do Goethe-Institut em Salvador da Bahia/Brasil, que geograficamente (localizado no Atlântico Negro), historicamente (a primeira capital do Brasil), e culturalmente (afro-brasileira) forma um núcleo de diálogo Sul-Sul, distingue-se dentro da instituição geral Goethe-Institut como a primeira residência no "Sul”.

As salas de residência estão alojadas na vila do Goethe-Institut, que é cercada por museus e teatros. Com seu teatro-estúdio, as duas galerias, o pátio interno, a biblioteca e outras salas (de seminário), o instituto tem condições ideais para o encontro, a reflexão, a apresentação e a produção cultural.



 
As acomodações para residentes são do tipo loft. Além disso, uma cozinha dentro da residência é fornecida como sala comum; o pavilhão no pátio interno pode ser usado para reuniões informais, uma bebida ou uma refeição juntos, também com convidadxs da cena local. Outras possibilidades são oferecidas pela biblioteca da casa e pelo café localizado nas arcadas do pátio interno.

Devemos ressaltar que os quartos infelizmente não são adequados para artistas com famílias. Também ainda não podemos aceitar participantes de residência com deficiências físicas, pois nossa casa não está equipada para isso.
.‭
Com o estabelecimento da residência, também será lançado um programa de ex-residentes. O trabalho de cada residente será acompanhado e compilado em um arquivo, tanto na web como fisicamente na biblioteca do Goethe-Institut Salvador. Após um período ainda a ser determinado também deverão ser planejados encontros de ex-residentes. O trabalho em rede com o programa "alumni" do Goethe-Institut que está emergindo globalmente está planejado.
KFW logo © KFW Stiftung A KfW Stiftung é uma fundação independente, sem fins lucrativos, criada em outubro de 2012. Suas principais áreas de atividade incluem a promoção da diversidade cultural no campo da arte e da cultura, bem como o envolvimento nas áreas do empreendedorismo responsável, da sociedade e da ecologia.
Na área de arte e cultura, são promovidos profissionais da cultura de fora da Europa. Juntamente com organizações parceiras, a KfW Stiftung cria aqui plataformas para as artes contemporâneas internacionais a fim de fortalecer a criatividade, a liberdade de expressão e a capacidade discursiva e assim promover a diversidade cultural.

Repensando o Sul

Em todo o mundo, as pessoas enfrentam questões urgentes sobre como moldar suas vidas em sociedade e organizar sua coexistência. O Brasil há muito tempo se tornou um palco simbólico para os desafios globais.

A partir de 2023, o KfW Stiftung de Frankfurt, em cooperação com o Goethe-Institut, iniciará o programa de três anos “Repensando o Sul - Repensando Sul”, que concederá quatro bolsas de residência a cada ano, com duração de dois meses, sob temas que mudam anualmente. Em 2023, o passado, presente e futuro afro-brasileiro será discutido sob a questão da "Presença Pós-colonial". Os anos seguintes serão dedicados aos espaços urbanos e ao desenvolvimento urbano (2024) e à crise climática (2025).

Processo de seleção de participantes

Especialistas de renome internacional de várias disciplinas artísticas que trabalham em diferentes regiões da África, Ásia, América Latina e Oriente Médio nomeiam profissionais culturais de destaque. Não é possível se inscrever. Um júri de especialistas decide sobre as candidaturas apresentadas.
Juri 2023: Renate Heilmeier (Goethe-Institut São Paulo), Dr. Helio Menezes (Curador da Bienal de São Paulo 2022), Yvette Mutumba (Contemporary And, Stedelijk Museum, Curatora), Maria Berrios (Curatora), Daniela Leykam (KfW Stiftung).

www.kfw-stiftung.de


MusicBoardBerlin © Musicboard Berlin As parcerias da residência são, por um lado, instituições que asseguram o trabalho em rede com a cena local. Por outro lado, existen patrocínios que se harmonizam com os objetivos do programa de residência e do Goethe-Institut.

Em 2013, o Senado de Berlim criou o Musicboard Berlin sob a direção de Katja Lucker. A missão do Musicboard é apoiar a cena musical pop local, financiando projetos de âmbito nacional e internacional, a fim de aumentar a visibilidade de Berlim como um centro artístico. Ao fazer isso, o Musicboard constrói sinergias entre a cena musical inovadora de Berlim e as indústrias criativas locais.

Personas e instituições do setor musical de Berlim podem apresentar pedidos de financiamento para programas como o "Karrieresprungbrett Berlin", "Pop im Kiez" ou "Festivalförderung". Oferecem apoio para profissionais do setor musical em seu desenvolvimento, por um lado, melhorando a infra-estrutura local da cena musical e, por outro, tendo a oportunidade de solicitar diretamente subsídios ou residências para realizar projetos no país ou no exterior.

Como ponto de contato para a cena musical de Berlim, o Musicboard também cria transparência sobre as estruturas de financiamento existentes e, se necessário, coloca as pessoas em contato com os contatos certos.

www.musicboard-berlin.de



Conseil des Arts et Lettres du Québec © CALQ Com o objetivo de desenvolver constantemente a cultura, o CALQ (Conseil des Arts et des Lettres du Québec) estabeleceu o objetivo de promover a criação artística e literária, a experimentação e a produção e difusão da arte em todas as regiões do Quebec. O CALQ atua nas seguintes áreas: literatura, artes cênicas (teatro, dança, música, canto, circo), artes multidisciplinares, artes midiáticas (artes digitais, cinema e vídeo), artes visuais, profissões artísticas e pesquisa em arquitetura. Além disso, a CALQ apoia a promoção de artistas, escritorxs, instituições artísticas e seus trabalhos, seja no Quebec, em todo o Canadá ou no exterior.

Filosofia

O CALQ representa valores que são compartilhados pela comunidade artística e literária e que são guiados pelos seguintes princípios:
- Respeitar a autonomia e a liberdade criativa de artistas e escritorxs;
- Respeitar a independência artística e administrativa das instituições artísticas;
- o reconhecimento do mérito artístico;
- a comunicação com a cena artística e literária
- a precisão e a transparência dos métodos de concessão de ajuda financeira.

www.calq.gouv.qc.ca
 

Alumni