Jornalismo de proximidade

29.06, 19:00

MediaCon - Jornalismo de proximidade Design: © Rafael Medeiros

29.06 | 19:00 | Auditório
Sessão com interpretação simultânea EN/PT e LGP

Qual é o poder do jornalismo local? Pode ajudar a responder aos desafios dos media, inovando, mantendo-se próximo, útil e interessante? E não é o jornalismo global, no fundo, sempre local?

Catarina Carvalho (Mensagem de Lisboa), Nuno Costa (Sul Informação) e Olaya Argüeso Pérez (Correctiv) partilham experiências, trocam ideias e ficam disponíveis para responder a perguntas e sugestões numa conversa rica em sentido cívico e paixão pelo jornalismo. Um jornalismo focado nas necessidades dos leitores, nos desafios das comunidades que serve, que aponta o foco para as soluções e se preocupa com o seu próprio impacto. Uma oportunidade para conhecer estes órgãos de comunicação social e respetivas profissionais, que se pretende que também inspire o nascimento de novos projetos, independentemente da geografia.

Participantes

Depois de uma passagem longa pelos media tradicionais (Expresso, Sábado, Visão, Diário Económico), co-fundou um jornal local de pendor comunitário e construtivo para descobrir uma outra Lisboa, A Mensagem de Lisboa.

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Algarve, jornalista desde 2008. Trabalhou no jornal Barlavento, até 2011. Foi correspondente no Algarve do Diário de Notícias e da Sporttv. Co-fundador do jornal Sul Informação, em 2011. Vencedor do Prémio Nacional de Jornalismo de Inovação, em 2018. Formador de Fotojornalismo e Vídeo na ETIC_Algarve. Desempenha atualmente a função de coordenador de projetos no Sul Informação.

Durante a sua primeira aventura no jornalismo de dados, Olaya descobriu que uma mudança na política estava a impedir os cidadãos espanhóis que vivem no estrangeiro de exercerem os seus direitos democráticos. Descobriu a sua paixão pela programação durante o Programa Lede na Universidade de Columbia. Mais tarde, Olaya viria a publicar investigações numa série de grandes meios de comunicação espanhóis, incluindo El Confidencial e El País. Enquanto trabalhava como jornalista, também ensinou técnicas de jornalismo de dados a repórteres em várias redacções e instituições académicas, além de coordenar um programa de mestrado na Universidad Rey Juan Carlos (URJC) e na Unidad Editorial. Está no Correctiv desde 2019, atualmente com o cargo de editora-chefe.
 

Siga-nos