Acesso rápido:
Ir diretamente para o conteúdo (Alt 1)Ir diretamente para a navegação secundária (Alt 3)Ir diretamente para a navegação principal (Alt 2)
castelo+Schloss© lupadesign

castelo+Schloss

Originalmente, na língua alemã, as palavras "Schloss" e "Burg" tinham o mesmo significado. Ambas designavam edifícios cuja principal função era defender os seus residentes de ataques exteriores. No entanto, com o passar dos anos, convencionou-se que "Burg" deveria designar construções mais antigas, sobretudo medievais, e muralhadas, enquanto "Schloss" descreveria edifícios pós-medievais, mais elegantes, de aspecto mais residencial do que militar. Ou seja, o primeiro é o nosso castelo, enquanto o segundo é aquilo a que chamamos de palácio. Embora na Alemanha existam também muitos castelos, são sem dúvida os palácios que mais marcam a imagem do país. Existem inúmeros edifícios deste tipo espalhados pelo país, e de todos os estilos arquitectónicos: renascentistas, barrocos, classicistas e historicistas. É deste último estilo que faz parte o palácio mais famoso da Alemanha, aquele que o senhor Silva não pode deixar de visitar quando um dia viajar até ao país de Goethe. Falamos do Schloss Neuschwanstein, situado em Hohenschwangau, no sul da Baviera. Mandado construir no século XIX pelo rei Luís II (Ludwig II., em alemão) da Baviera, Neuschwanstein é muitas vezes chamado de palácio de conto de fadas, pela sua beleza, imponência e localização privilegiada. Todos os anos, mais de um milhão de turistas visitam a obra de sonho de Luís II, que pouco aproveitou do palácio, visto que faleceu antes da sua conclusão.

Portugal também é um país de palácios e, por exemplo, o Palácio da Pena, em Sintra, não fica nada a dever aos mais belos do mundo. No entanto, ao contrário do que acontece na alemã, a paisagem arquitectónica portuguesa apresenta-se bastante mais marcada pelos castelos. Estes, quase todos de origem medieval, aproveitaram em muitos casos fortificações construídas pelos árabes, que por sua vez já tinham tirado partido de complexos deixados pelos romanos. Quase todas as localidades portuguesas possuem o seu castelo. Aliás, existem até localidades que se situam, em grande parte, dentro das muralhas de um castelo, como Óbidos, Monsaraz e Marvão, por exemplo. No entanto, não sendo o mais monumental, o castelo mais significativo de Portugal será sem dúvida o de Guimarães. Foi a partir dele que, no século XII, Dom Afonso Henriques lançou as bases para a fundação de Portugal. Guimarães é hoje considerada o "berço da nacionalidade" portuguesa e o seu castelo foi recentemente eleito como uma das Sete Maravilhas de Portugal. Paragem obrigatória, portanto, para o senhor Müller, quando um dia visitar o nosso país.

Schloss Neuschwanstein
Castelos de Portugal
Infopedia: Neuschwanstein