Acesso rápido:
Ir diretamente para o conteúdo (Alt 1)Ir diretamente para a navegação secundária (Alt 3)Ir diretamente para a navegação principal (Alt 2)
sol+Regen© lupadesign

sol+Regen

Por chuva ("Regen", em alemão) entende-se a precipitação de gotas de água em estado líquido, formadas nas nuvens, sobre a superfície da Terra. Apesar de ser uma definição relativamente simples, não sabemos se o senhor Müller seria capaz de a formular. No entanto, uma coisa sabemos: como habitante da Alemanha, ele está perfeitamente familiarizado com este fenómeno da natureza. Naquele país do centro da Europa, mesmo não chovendo tanto como em Inglaterra, por exemplo, não há nenhuma altura do ano que se possa considerar totalmente seca. Nos meses mais quentes e secos, que vão de Maio a Setembro, é necessário contar com sete a 10 dias de chuva. A chuva é algo tão presente na Alemanha que até serve para construir expressões populares. Por exemplo, "jemanden im Regen stehen lassen" não significa obrigatoriamente "deixar alguém à chuva", como a tradução literal faz pressupor, mas sim não ajudar alguém que se encontre em dificuldades. Ora, normalmente, chuva significa ausência de sol. Assim, por ano a Alemanha, em média, não pode contar com mais de cerca de 1500 horas de sol.

O contrário acontece em Portugal. Vivendo num país essencialmente seco, sobretudo no sul do seu território continental, o senhor Silva dispõe de uma média de 2600 horas de sol por ano. No entanto, é preciso dizer que, apesar da sua relativa escassez de sol, a Alemanha é o país líder mundial no mercado da energia solar. Por curiosidade, a cidade mais soalheira da Alemanha é Freiburg (Friburgo, em português), situada no sudoeste do país, bem juntinho à Floresta Negra. Esta localidade conta com 1740 horas de sol por ano, ainda assim bem abaixo da média portuguesa. No entanto, se há diferença entre Portugal e Alemanha que poderá ter maior tendência a esbater-se, no futuro, será certamente esta. Numa era de grandes alterações climáticas, cada vez as coisas são menos como eram. Já não é tão seguro confiar, nem numa, nem noutro, isto é, nem na chuva alemã, nem no sol português.

Youtube: Rosenstolz - Auch im Regen
Liederbaum: Regen, Regen, tropf, tropf, tropf