Exposição Günter Grass: Encontros

Günter Grass Fünf Dorsche Imagem (detalhe): © Steidl Verlag/Günter und Ute Grass Stiftung

02.03.2018 - 23.09.2018

Porto

Casa-Museu Guerra Junqueiro
Rua de Dom Hugo 32
4050-305 Porto

Aguarelas, gravuras e esculturas

Até 7 de outubro encontra-se patente, na Casa-Museu Guerra Junqueiro no Porto, a exposição Encontros, com obras plásticas do nobel de literatura alemão Günter Grass. A acompanhar a exposição terá também lugar uma programação complementar diversa. 

A relação entre Günter Grass e Portugal é diversificada. No isolamento do país à beira mar plantado, Grass encontrou no seu domicílio, desde meados da década de 1980, a paz muitas vezes perdida na Alemanha. Aqui, conseguiu trabalhar intensamente em novos textos, imagens ou esculturas ou simplesmente "não fazer nada" e desfrutar do sol, do campo e das especialidades culinárias de Portugal. Achados, como conchas, molas, pedras das praias do Algarve foram incluídos no trabalho, como mostra esta exposição de forma impressionante.

Günter Grass também enriqueceu ativamente a vida cultural portuguesa ora com exposições ora com leituras. Grass manteve com o escritor português José Saramago, galardoado um ano antes com o Prémio Nobel de Literatura, uma amizade duradoura.

No final da sua vida, Grass lamentava não poder viajar para Portugal por motivos de saúde. No seu último livro, "Vonne Endlichkait", escreveu: "Ah, meu Portugal perdido, como sinto falta da tua costa sudoeste".
 
A exposição é um projeto do Goethe-Institut Portugal em colaboração com a Fundação Günter e Ute Grass, a Günter Grass House, a Casa Museu Guerra Junqueiro, a Câmara Municipal do Porto com o apoio da Embaixada da República Federal da Alemanha em Lisboa, da Associação São Bartolomeu dos Alemães em Lisboa e da Niepoort.
 

Voltar