Ciclo "Quo vadis, Europa?" Populismo – um perigo para a Europa?

Quo vadis, Europa? © shutterstock

09.05.2018, 19h00

Goethe-Institut Lisboa

Campo dos Mártires da Pátria, 37
1169-016 Lisboa

Debate com Cem Özdemir e Fernando Rosas

O termo "populismo" tem conhecido um grande incremento. As democracias da Europa, que há muito acreditavam estar a salvo de tais tendências, experimentam um ressurgimento dos movimentos populistas. Será o populismo uma ameaça para as democracias europeias e para a Europa?

Esta questão será debatida na discussão de 9 de maio de 2018 que o ciclo "Quo vadis Europa?" prossegue. O painel será composto pelo renomado político da Aliança 90/Os Verdes Cem Özdemir e pelo afamado político, historiador e jornalista, Professor Fernando Rosas. A moderação estará a cargo do Presidente da Fundação Friedrich Ebert em Portugal, Reinhard Naumann.

Cem Özdemir (Bad Urach, 1965) é membro do Bundestag Alemão e foi de novembro de 2008 a janeiro de 2018 presidente nacional do partido Alliance 90/Os Verdes. De 2004 a 2009, foi membro do Parlamento Europeu. Cem Özdemir é membro fundador do Conselho Europeu para as Relações Externas. As publicações de Özdemir incluem a autobiografia inicial "Ich bin ein Inländer" (1997) e "Currywurst e Döner - Integration in Germany" (1999). Num discurso brilhante no Bundestag Alemão a 22 de fevereiro de 2018, Cem Özdemir posicionou-se contra o populismo de direita.

Fernando Rosas (Lisboa, 1946) é professor catedrático jubilado no departamento de História da Faculdade de Ciência Sociais e Humanas da Universidade NOVA de Lisboa e Investigador no Instituto de História Contemporânea da mesma instituição, do qual foi fundador e Presidente da Direção entre 1994 e 2013. Entre 1994 e 2007, dirigiu a revista História. Publicou variadíssimas obras como autor e coautor. Foi deputado à Assembleia da República em 2000 e 2001 e de 2005 a 2010. As áreas de investigação são a História do século XX, o Estado Novo, a Revolução dos Cravos, a História comparada do Fascismo e o Autoritarismo, democracia e modernização.

 
Quo vadis, Europa? aborda atuais desenvolvimentos sociais, políticos ou económicos na Europa e apresenta pontos de vista sobre temas relevantes para o futuro, oferecendo uma plataforma de discussão luso-alemã. Os debates destinam-se a promover a troca e o confronto construtivo de pontos de vista de importantes intelectuais de Portugal e dos países de língua alemã no sentido de promover uma melhor compreensão das respetivas percepções e desenvolvimento de perspectivas futuras. Os iniciadores e veiculadores de Quo vadis, Europa? são o Goethe-Institut Portugal e a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, com o apoio da Irmandade de São Bartolomeu dos Alemães em Lisboa.

Voltar