Tradução ao vivo Tradutora transparente: Woman vs. Machine

IA e Literatura: tradutora transparente Imagem: Suzana Carneiro © Goethe-Institut Portugal

30.09.2021, 19h00

Goethe-Institut Lisboa

Campo dos Mártires da Pátria, 37
1169-016 Lisboa

No âmbito do ciclo "Literatura e Inteligência Artificial"

No dia 30 de setembro comemora-se o Dia Internacional da Tradução. Neste dia, que também é o Dia de São Jerónimo, o Goethe-Institut Portugal convida para uma sessão com a tradutora literária Helena Topa, na qual o público terá a possibilidade de acompanhar de perto o seu trabalho. Por ocasião do ciclo Literatura e Inteligência Artificial, Helena Topa, numa versão "Woman vs. Machine" da Tradutora Transparente, irá medir as suas forças com uma plataforma de tradução automática. A sessão terá início às 19h00 no auditório do Goethe-Institut em Lisboa e terá transmissão em direto no Facebook. 
  
Neste evento, convidamo-lo a acompanhar ao vivo o trabalho de Helena Topa durante a criação de uma tradução literária. O público vê o texto original e, através de uma projeção do monitor da  tradutora, também tudo tudo aquilo que é necessário para chegar à tradução. A tradutora comenta o seu trabalho e convida o público a colocar questões, fazer sugestões ou criticar algumas escolhas. Assim, existe um intercâmbio ativo não só com o próprio texto, mas também com as técnicas de tradução.

Helena Topa nasceu em 1964 e é tradutora. Traduziu, entre outras, obras de Günter Grass, Elfriede Jelinek e Herta Müller. Foi docente de Literatura de Expressão Alemã na Universidade Nova de Lisboa.
 
Com o ciclo AUTOMAT: Literatura e Inteligência Artificial, o Goethe-Institut convida a olhar para uma revolução em curso. O poder dos algoritmos domina já profundamente a nossa vida económica, política e social. Mas que transformações causará a inteligência artificial no mundo das letras?


Em cooperação com a Weltlesebühne.

Voltar