Maisha M. Auma

Pesquisadora


  • Legado colonial, Elaboração do passado colonial

  • Kisumu (Quênia)

Maisha Maureen Auma atua como professora de Educação Infantil e Diferenças (Estudos da Diversidade) na Universidade de Ciências Aplicadas de Magdeburg-Stendal desde abril de 2008. Entre 2014 e 2019, foi professora visitante do Centro de Estudos Transdisciplinares de Gênero e do Instituto de Educação da Universidade Humboldt, de Berlim. Atualmente é professora visitante do Centro de Estudos Interdisciplinares de Gênero da Universidade Técnica de Berlim (2020/2021). Atua no coletivo negro-queer-feminista Geração Adefra, Mulheres Negras na Alemanha desde 1993. Sua pesquisa concentra-se na diversidade, desigualdade e pluralidade em livros e outros materiais didáticos no Leste e no Oeste  da Alemanha, educação sexual interseccional como empoderamento para comunidades negras e comunidades não brancas, brancura crítica, interseccionalidade, decolonialismo e teoria crítica da raça. Juntamente com Peggy Piesche e Katja Kinder, ela realizou um processo de consultoria em cooperação com a LADS, a Agência Estadual de Igualdade de Tratamento e Contra a Discriminação de Berlim, em 2018. O projeto intitulado “Tornando visível a discriminação e a resiliência social do povo de herança africana em Berlim” foi inserido no escopo de BLACK BERLIN no contexto da década dedicada pela ONU às pessoas de herança africana, entre 2015 e 2024.

Contribuições de Maisha M. Auma