Nicholas Thomas

​Nicholas Thomas

Antropólogo

  • Restituição, Pesquisa de procedência, Papel dos museus, Cultura da lembrança, Decolonização

  • Sydney (Austrália)

Nascido em 1960, Nicholas Jeremy Thomas é antropólogo australiano e, desde 2006, diretor do Museu de Arqueologia e Antropologia da Universidade de Cambridge. Desde 2007, é membro do Trinity College, em Cambridge. Em 2005, foi eleito para a Academia Britânica. Em 2010, recebeu o Prêmio de História Wolfson por seu livro Islanders: The Pacific in the Age of Empire (Insulanos: o Pacífico na era do Império). Trabalhou em Fiji e na Nova Zelândia, bem como em muitos arquivos e coleções de museus na Europa, América do Norte e Pacífico. Também trabalhou em projetos de pesquisa da história intercultural da arte na região do Pacífico e fez curadoria de exposições para muitos museus e galerias de arte na Austrália, Nova Zelândia e Grã-Bretanha. Atualmente é membro do Conselho de Orientação Científica do Museu do Quai Branly, em Paris, e do Conselho Consultivo Internacional do Fórum Humboldt, em Berlim.

Contribuições de ​Nicholas Thomas