Protesto 2.0

Nasan Tur (1974, vive em Berlim), Time for Revollusion, 2008. Foto: cortesia de Nasan Tur. Foto: cortesia de Nasan Tur. © VG Bild-Kunst, Bonn 2012

Editorial

Facebook, Twitter, YouTube, blogs: as mídias sociais desencadearam um turbilhão em nosso mundo. Se até há pouco se lamentava a apatia da juventude perante a política, hoje a inteligência de enxame faz as velhas hierarquias e os ditadores tremerem. De Ulrike Prinz e Isabel Rith-MagniLeia mais ...

DOSSIER

    “Segovial”, 2009, projeto de “Malinche”, dirigido por Thomas Engelbert. Instalação em OxigenArte 09, Segovia. Foto: Thomas Engelbert e Xavi Muñoz © Malinche/Thomas Engelbert

    Mudança estrutural da esfera pública 2.0

    A era digital trará mais participação popular ou uma desagregação da vida pública? Habermas reloaded. De Christoph Neuberger e Manuel WendelinLeia mais ...
    “Marcha estudantil pela saúde e educação”, Medellín, Colômbia, 2012. Foto e ©: Esteban Villegas Duque

    Revoluções Facebook?

    As mídias eletrônicas frequentemente são superestimadas, mas elas carregam potenciais contraditórios. Uma revisão a partir do caso da Colômbia. De Raul ZelikLeia mais ...
    A campanha “Abschalten!” (Desligar!), foi apoiada por Campact. © www.flickr.com/photos/campact. Foto: Christian Schlich

    Protestos na rede

    Protestando contra calamidades por e-mail ou assinando petições pelo computador: redes de campanhas on-line mobilizam milhões de pessoas. De Hadija HarunaLeia mais ...
    Fernando Sánchez Castillo (1970, Madri), Bodegón, 2009. Foto: cortesia de Ulf Saupe

    O manifestante

    A rede em sua virtualidade e globali-dade pode estabelecer impulsos, mas o caráter benéfico ou maléfico dos movimentos emancipatórios se decide no contexto singular e concreto. Uma análise crítica de algumas teses de Manuel Castells acerca da sociedade em rede. De Gerhard SchulzeLeia mais ...
    © Los Superdemokraticos GbR

    Cá estamos

    Somos jovens, estamos superconectados. Isso nos torna superdemocráticos? Essa questão nos vem acompanhando ao longo dos anos em que estamos trabalhando em www.superdemokraticos.com. De Rery MaldonadoLeia mais ...
    Nasan Tur (1974, vive em Berlim), “Berlin says...”, Vídeo de uma performance com centenas de grafites berlinenses sobrepostos, 2009. Vídeo stills: cortesia de Nasan Tur © VG Bild-Kunst, Bonn 2012

    Utopias perigosas e necessárias

    O filósofo e jornalista Richard David Precht conversa com Stéphane Hessel, antigo membro da Resistência em Paris, que com mais de 90 anos tem quase o dobro da idade de seu interlocutor: dois rebeldes, autores de best-sellers, sobre reis filósofos, valores, cidadãos politizados e mais. De Richard David Precht e Stéphane HesselLeia mais ...
    Tania Bruguera (1968, Cuba; vive em Havana e Chicago), Huelga General, 2010. Pintura mural numa igreja dessacralizada. Apresentação no âmbito de “Dominó Caníbal”, Projeto de Arte Contemporânea (PAC) 2010, Murcia. Cortesia de Urroz Proyectos e Estudio Bruguera. Foto: la Lobera. © Tania Bruguera, 2010

    “–Onde está a esquerda?! –No fundo, à direita!”

    Como se unem os caminhos de Marita, ocupante de prédio em Berlim, e Mónica, participante do movimento espanhol M-15 contra uma democracia oligarquizada. De José-Pablo JofréLeia mais ...
    ”Occupy Wall Street”, centro de informação no meio do Yuccotti Park, Nova York, outubro de 2011. Foto e ©: Aristide Economopoulos/The Star-Ledger

    “Utopia for our Time”

    Não existe elite, não existe vanguarda, não existem proprietários de um saber privilegiado, nem comandantes detentores da estratégia certa: é isso que diferencia com maior nitidez o Occupy Wall Street das antigas formas de protesto. De Christoph BartmannLeia mais ...
    “Miragem no mar”, gravura histórica, ilustração para uma narrativa de Frank Richard Stockton (1834 –1902)

    O navio-fantasma

    A vitória eleitoral do Partido Pirata, que entrou no Parlamento berlinense com quase nove por cento dos votos, pegou muitos desprevenidos. Mas de onde vieram os piratas? Vieram da Internet, mas trazendo na bagagem a velha utopia da geração de 68. De Maximilian ProbstLeia mais ...
    Barricada durante os protestos contra o sistema educativo em Santiago do Chile em 2011. Foto: Timo Berger

    Os destemidos

    Impressões de viagem de quem partiu para conhecer um novo Chile: um literato no país da agitação e da virada. De Timo BergerLeia mais ...
    Joel Rendón, ilustração, 2001. © LETRAS LIBRES

    O teclado do subcomandante Marcos

    Uma revisão histórica do papel da Internet e da solidariedade das redes ativistas transnacionais no levante indígena de Chiapas. De Guiomar Rovira SanchoLeia mais ...
    “Zapata anonymous”, 2011, Desenhado por “asrafil”. Publicado em http://clipartist.net

    Davi contra Golias

    Os ativistas da Internet do México querem vencer a máfia das drogas sem armas – e junto com ela seu governo corrupto. Será que a moral tem alguma chance contra o poder? De Camilo JiménezLeia mais ...
    Aquarela de Kitama, uma integrante dos Yanomami, num caderno de esboços de Lothar Baumgarten, 1979. Coleção Baumgarten/Sugai: Yanomami Ethnographica © Museum Folkwang

    A “high-tech” dos índios

    As novas tecnologias são recursos esotéricos aos quais estamos dispostos a atribuir efeitos excepcionais e revolucionários nunca antes vistos. No mundo indígena são uma ferramenta menos surpreendente... De Óscar Calavia SáezLeia mais ...
    “Palabras Mayores”, cartaz da série televisiva (de 10 capítulos) da organização Gonawindua Tayrona, transmitida por Telecaribe, 2011. ©: OGT Archivo

    Povos indígenas, representações e tecnologia na Colômbia

    Os povos indígenas colombianos usam a tecnologia, a Internet e as redes sociais, na luta pelo reconhecimento de seus direitos e na busca de canais para suas reivindicações. De Astrid Ulloa CubillosLeia mais ...
    “This is not a photo opportunity”, Havana, 2002. Foto: Rij, Cuba

    Presos na rede

    Reflexões acerca de uma blogosfera cubana e a política informativa oficial do Estado. De José Aníbal CamposLeia mais ...
    J. MAYER H., “Rapport – Estrutura espacial experimental”, Instalação na Berlinische Galerie, 2011–2012. © J. MAYER H. Foto: Ludger Paffrath, Berlim

    Ditadores espertos

    O verdadeiro perigo para a democracia não reside na censura, mas no domínio da Internet. De Evgeny MorozovLeia mais ...
    J. MAYER H., padrão de segurança de dados para a instalação Rapport – Estrutura espacial experimental. © J. MAYER H.

    Nós que movemos o mundo

    Seres humanos evoluídos, com tecnologia sofisticada, ou um bando de bárbaros conectados: o futuro que nos espera depende de nossa maneira de lidar com a Internet. De Rosana HermannLeia mais ...

    Os Jonathan Swifts da geração Jackass

    Sobre o ativismo de grupos como RTMark, The Yes Men e UBERMORGEN.COM. De Inke ArnsLeia mais ...
    “Los niños”,instalação em Córdoba, Argentina, em 30 de agosto de 2002. Foto e ©: Urbomaquia

    A intervenção criativa pela mobilização política

    Não apenas o ciberespaço é um âmbito público, mas também e sobretudo a rua: ativismos artísticos na Argentina. De Ana LongoniLeia mais ...
    “Moment of Starlings”, 2008. © John Wells, Pennington, NJ, EUA.

    A descoberta do “entre-lugar” público

    Reflexões e projetos sobre a interconexão entre espaços urbanos e digitais. De Anja Junghans e Benjamin DavidLeia mais ...
    Julius Popp, “bit.fall”, 2001. Foto e ©: o artista

    Rede global ou quadra de jogo elitista?

    O papel das mídias sociais no diálogo das culturas. De Geraldine de BastionLeia mais ...

    PANORAMA

      Cartaz do simpósio “Memória histórica: identidade e trauma”, Universidade de Alicante, setembro de 2011. Concepção: Gabinete de Imagem e Comunicação Gráfica da Universidade de Alicante. © julho de 2011

      Memória: falar // calar

      Reflexões à margem do simpósio “Memória histórica: identidade e trauma”, realizado em Alicante, na Espanha, em 2011. De Rilo ChmielorzLeia mais ...
      Mario Cravo Neto (1947–2009, Salvador da Bahia). Deus da cabeça, 1988. Daros Latinamerica Collection, Zurique. Foto e ©: o artista

      Nos rastros de Hubert Fichte em Salvador da Bahia

      Um bate-papo com o músico e literato pop Tomas Meinecke. De Ulrike PrinzLeia mais ...
      Juana Córdova, detalhe da instalação Erythroxylum coca, 2010. Foto: cortesia da artista © a artista

      A natureza com direitos

      O reconhecimento da natureza como sujeito de direitos na Constituição equatoriana foi um marco mundial. O economista, intelectual e presidente da Assembleia Constituinte que a redigiu explica por quê. De Alberto AcostaLeia mais ...
      Ampliação da Biblioteca Nacional Alemã em Leipzig, Alemanha. Projeto: Gabriele Glöckler (Stuttgart) com Zsp Architekten (Stuttgart). Foto: Gabriele Glöckler

      Arquitetura para todos: construindo cidadania

      No limiar da conferência Rio+20, a contribuição alemã para a IX Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, nonaBia, enriquece a discussão acerca do desenvolvimento sustentável do meio ambiente construído. De Markus LanzLeia mais ...
      Retrato de Gundula Schulze Eldowy. © G. Schulze Eldowy

      EntreMundos

      Berlim é para mim o outro lado do Peru. A fotógrafa e autora Gundula Schulze Eldowy. Um perfil. De Ilse PoljansekLeia mais ...

      Humboldt em formato de revista digital

      Leia a revista 157 sobre “Protesto 2.0” em seu Smartphone, Blackberry ou eReader!
      Faça o download aqui...

      Encomendar já