Freiburg Foto: Goethe-Institut, David Höpfner

Aprenda alemão em Friburgo

Cidade universitária viva e Green City. Cursos a partir dos 17 anos!

A cidade mais verde da Alemanha, oferta cultural emocionante: estudo de alemão em Freiburg – onde a tradição encontra o futuro. #goethefreiburg

Nosso Instituto em Freiburg

Goethe-Institut Freiburg Foto: Goethe-Institut
Midiateca Foto: Goethe-Institut/Markus Schwerer
Sala de descanso Foto: Goethe-Institut

O Goethe-Institut Freiburg está situado no meio de um jardim. Em cinco minutos chega-se à estação ferroviária, ao centro da cidade onde estão a universidade e o restaurante universitário, bem como ao bairro estudantil "Stühlinger", onde está localizada a casa de hóspedes do instituto.

Equipamentos e serviços

  • 13 salas de aula bem equipadas
  • Midiateca
  • WLAN
  • Sala de música
  • Piano de cauda e piano
  • Cafeteria
  • Terraço aconchegante
  • Amplo jardim
  • Hospedagem
  • Seguro-saúde (opcional)
  • Translado do aeroporto (mediante solicitação)

A cidade de Freiburg

  • A cidade de Freiburg Foto: iStock/Pere Sanz
  • Portão Martinstor da catedral Foto: FWTM Hr. Raach
  • No portão Martinstor Foto: Shutterstock
  • Praça da prefeitura Foto: FWTM Hr. Raach
  • Praça Augustinerplatz Foto: Daniel Schoenen
  • Praça do mercado com zona comercial histórica Foto: Daniel Schoenen
  • A zona comercial histórica à noite Foto: iStock/bbsferrari
  • O lagar antigo Foto: Daniel Schoenen
  • Rua Kaiser-Joesph-Straße com portão Martinstor Foto: Daniel Schoenen
  • Rua Salzstraße com portão Schwabentor Foto: Daniel Schoenen
  • Na ilha Foto: Fotolia
  • Viela Fischerau Foto: FWTM Hr. Raach
  • Portão Schwabentor Foto: FWTM Hr. Raach
  • Edifício universitário Foto: Sandra Meyndt
  • Biblioteca universitária Foto: Max Orlich
  • Jardim da cerveja Feierling Foto: FWTM Hr. Raach
  • Vista de Herdern Foto: FWTM Hr. Raach
  • Piscina termal Eugen Keidel Foto: FWTM Hr. Raach
  • Floresta Negra Foto: FWTM Hr. Raach
Nesta grande cidade situada no extremo sul da Alemanha moram aprox. 220.000 habitantes, entre estes cerca de 30.000 estudantes. A renomada Universidade Albert-Ludwig goza de um status de excelência e é uma das mais antigas escolas superiores da Alemanha. A Escola Superior de Música, reconhecida internacionalmente, a Escola Superior de Pedagogia e as faculdades religiosas complementam o leque de ensino superior em Freiburg. Seis institutos de pesquisa das sociedades Max-Planck e Fraunhofer atuam em estreita proximidade com a infraestrutura acadêmica, da mesma forma como empresas de tecnologia solar, de engenharia médica, de tecnologia da informação e de biotecnologia. As atividades econômicas tradicionais de Freiburg são a vinicultura, o turismo e o setor florestal.

Cultura

Freiburg é uma cidade musical. A alta concentração de orquestras notáveis, conjuntos musicais e coros não tem paralelo no país. A Orquestra Barroca de Freiburg é considerada uma das melhores em sua especialidade, em nível internacional. O conjunto de solistas "ensemble recherche" também está entre os melhores do mundo na área de música contemporânea. O acampamento musical de verão é um evento supraregional dedicado aos amigos do jazz, rock, pop e música clássica. Tesouros artísticos importantes da região superior do Reno estão conservados no Augustinermuseum, outros museus mantém acervos dedicados à arqueologia, à história da cidade e às artes. O teatro de Freiburg apresenta peças teatrais, óperas e espetáculos de dança de elevada qualidade. Palcos privados e uma efervescente cena de "teatro de improviso" atuam paralelamente. Os cinemas de Freiburg também apresentam uma diversidade incomum. E há bons motivos para isso: nenhuma cidade alemã tem tantos cinéfilos como Freiburg.

Lazer

A diversidade cultural, a animação intensa na cidade, bem como uma variada oferta de bares e restaurantes garantem um lazer de qualidade excepcional. No final de abril inicia-se a alta temporada culinária, é a época dos aspargos da vizinha Tuniberg e dos excelentes vinhos brancos da região de Baden. A cozinha de Baden é famosa na Alemanha. E para compensar os prazeres da mesa, nada melhor que um amplo leque de opções esportivas: desde os esportes de inverno, caminhadas ou ciclismo na vizinha Floresta Negra, até uma visita a uma das estações de águas termais da região. Sempre recomendável é uma excursão até a Alsácia, à Estrasburgo ou à Basiléia.

Ann, 33, aluna dos EUA Foto: Goethe-Institut Frankfurt

Sempre foi muito difícil para mim aprender alemão, já tinha tentado de tudo. Graças ao curso de línguas no Goethe-Institut, de repente comecei a progredir rapidamente.

Ann, 33, aluna dos EUA

Mais perguntas?
Temos prazer em ajudar:

Facebook

Dalsze informacje