Workshop A literatura indígena na Biblioteca: Workshop

Bücherstapel © CCO Lizens

Di, 08.12.2020

Com Julie Dorrico

A Biblioteca do Goethe-Institut oferece um workshop sobre a LITERATURA INDÍGENA NA BIBLIOTECA dia 08 de dezembro, das 9h às 12h. O evento é gratuito, aberto e tem como público-alvo pessoas que trabalham e/ou estudam assuntos relacionados à Biblioteconomia e à Educação. 

Para se inscrever, basta preencher o formulário até o dia 04 de dezembro: https://bit.ly/litindbiblio. No dia 07, um link com os dados de acesso para o evento na plataforma Zoom  serão liberados. Participantes receberão um certificado de participação de 3 horas. 
 

Sobre o Workshop:

A literatura indígena foi historicamente classificada nas áreas dos saberes sociológicos, antropológicos, linguísticas, folclóricas, e/ou como “Índios da América do Sul”. As primeiras investidas autorais de sujeitos indígenas foram categorizadas como “folclore” como podemos perceber na catalogação compartilhada de literatura indígena. Nesse sentido, este curso de formação se propõe a refletir sobre os instrumentos conceituais que incidem diretamente sobre os sujeitos e povos indígenas que tem como consequência diretas a construção de imagens pejorativas que recaem sobre tais produções literárias. Procura também sugerir a inauguração de prateleiras indígenas nas bibliotecas do país e como classificar algumas obras de autoria indígena. Assim, de modo breve, propomos os seguintes tópicos:
 
1)      O que é a literatura indígena brasileira contemporânea;
2)      “Índio/Ameríndio/Indígena”; “Tribo/Etnia/Nação/Povo”;
3)      Saci, Yara e Boto não são folclore, o que são então?
4)      Queremos uma prateleira de literatura indígena?
 
As referências para a construção desse curso partem da elaboração teórica e literária de autores como Daniel Munduruku, Yaguarê Yamã, Márcia Kambeba, Ailton Krenak, João Paulo Tukano, entre outros. 
 

Sobre a facilitadora:

Julie Dorrico é doutoranda em Teoria da Literatura no PPG de Letras da PUCRS. Mestre em Estudos Literários. Autora de “Eu sou macuxi e outras histórias” (Editora Caos e Letras, 2019). Primeiro lugar no Concurso Tamoios/FNLIJ (2019). Idealizadora das páginas @leiamulheresindigenas e @literaturaindigenaro no Instagram e do canal no YouTube “Literatura Indígena Brasileira”. Pesquisadora de literatura de autoria indígena do Brasil.

Zurück