Mesa redonda Religião em tempos de crise internacional

Religião Imagem simbólica Foto (detalhe): © Getty Images, Ola Dusegard

08.11.2018, 19h00

Goethe-Institut Lisboa

Campo dos Mártires da Pátria, 37
1169-016 Lisboa

No âmbito do ciclo "Para quê a religião?"

Na quinta-feira, dia 8 de novembro, pelas 19h00, terá lugar um debate intitulado Religião em tempos de crise internacional. Participantes serão o padre católico, professor universitário e ensaísta português Anselmo Borges, o estudioso islâmico natural do Afeganistão e radicado na Alemanha Ahmad Milad Karimi, e o Rabino da Comunidade Israelita de Lisboa, Natan Peres. A moderação estará a cargo de Steffen Dix, especialista em Ciência das Religiões da Universidade Católica Portuguesa. O painel será em alemão e português com tradução simultânea.

A religião é frequentemente considerada uma das principais razões para os conflitos globais. Concomitantemente, as religiões também definem em grande medida um conjunto de valores em sociedades já secularizadas, oferecendo ao mesmo tempo um ponto de partida central para a compreensão internacional. Em 1993, o renomado teólogo Hans Küng, juntamente com outros teólogos, estabeleceu um ethos mundial. "Uma época mundial diferente de qualquer outra anterior através da política mundial, da tecnologia mundial, da economia mundial e da civilização mundial, requer um ethos global", afirmou Küng. O estabelecimento de uma ética global baseia-se em valores fundamentais comuns a quase todas as religiões que requerem ser trabalhados para garantir o futuro da humanidade. Hoje, volvidos 25 anos, assistimos a um agravamento da crise económica, ecológica e política por todo o mundo. O que significa hoje, um quarto de século após a Declaração para uma Ética Mundial, o diálogo entre as religiões, e o que o torno tão desafiador? Onde estamos no entendimento internacional em relação a normas éticas como a cultura de solidariedade, a não-violência e o respeito mútuo, no fomento da comunhão do homem, da natureza e do cosmos e no que respeita ao desenvolvimento de uma nova ordem mundial, enunciados na declaração de ética global? 
 
Um evento em colaboração com o CITER - Centro de Investigação em Teologia e Estudos de Religião da Universidade Católica Portuguesa promovido pela Associação São Bartolomeu dos Alemães em Lisboa e com o apoio do Lisbon Marriott Hotel.

Anselmo Borges é Padre da Sociedade Missionária Portuguesa e doutorado em Filosofia pela Universidade de Coimbra de cuja Faculdade de Letras é Professor. É licenciado em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma. Tem o D.E.A. (Diplôme d’Études Approfondies) em Ciências Sociais pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris. É também Professor na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e na Universidade de Coimbra. Tem várias obras publicadas, entre as quais uma obra sobre Religião e o Diálogo Inter-Religioso. É colunista do “Diário de Notícias”.

Ahmad Milad Karimi nasceu em Cabul em 1979 e fugiu para a Alemanha com a família. Estudou filosofia, matemática e estudos islâmicos em Darmstadt, Freiburg e Nova Deli. Desde 2016, é professor de Kalām, filosofia islâmica e misticismo na Universidade de Münster. Karimi é autor de vários livros. Entre as suas obras constam "Por que razão não há Deus e no entanto Ele existe", bem como a sua autobiografia, "Osama bin Laden dorme com os peixes. Por que gosto de ser muçulmano e por que Marlon Brando tem muito a ver com isso".

Rabino Natan Peres nasceu no Brasil, cresceu em Nova Iorque e estudou em prestigiosas instituições rabínicas nos Estados Unidos da América e em Jerusalém. É Shohet certificado e atualmente realiza estudos com o Montefiore Endowment em Londres para ser um Juiz rabínico. Tendo servido em várias comunidades de tradição espanhola e portuguesa, o rabino Peres e sua família mudaram-se recentemente para Portugal onde este exerce o cargo de rabino da comunidade israelita de Lisboa.
 

Voltar