Debate online Memorializar e descolonizar a cidade (pós)colonial

ReMapping Memories Imagem © Goethe-Institut_Francisco Vidal_Suzana Carneiro

05-07.05.2021
18h00-20h00
Debate online

No âmbito do projeto ReMapping Memories Lisboa - Hamburg

Muitas cidades europeias estão repletas de vestígios da era colonial. O que fazer com esta herança e como devemos criar as cidades do futuro é uma discussão que atravessa toda a Europa e para a qual se procuram novas soluções. O Goethe-Institut Portugal inicia em maio um foco sobre este tema com o projeto digital ReMapping Memories Lisboa - Hamburg: Lugares de Memória (Pós)Coloniais. O lançamento deste projeto será de 5 a 7 de maio com um ciclo de debates online sobre a cidade abertos à comunidade. Nos três paineis, investigadores, ativistas e artistas irão refletir sobre a memória e a descolonização nas cidades (pós)coloniais. 

Curadoria: Goethe-Institut Portugal e Marta Lança

Acesso ao debate | 07.05.2021

05.05.2021, 18h00-20h00   
As marcas coloniais na cidade e no corpo 
Língua: português.
No primeiro encontro do ciclo de três dias, serão debatidas as marcas coloniais visíveis na cidade e nos corpos de quem a habita. Os intervenientes são 
Isabel Castro Henriques “Percursos históricos dos Africanos em Lisboa (séculos XV-XX)”, 
Mamadou Ba “A geografia racial estrutura a relação entre estar na cidade e ser da cidade” e 
António Brito Guterres “A forma (pós)colonial da Metrópole”. Moderação: Marta Lança 
Este evento realiza-se em colaboração com o Teatro do Bairro Alto. 

06.05.2021, 18h00-20h00 
Inscrição de uma AfroLisboa  

Língua: português 
O segundo encontro aborda a luta anti-colonial e a inscrição africana e afrodescendente no espaço metropolitano, e junta os seguintes oradores numa mesa: 
Nádia Yracema “Artista mo(nu)mento”, 
Kalaf  Epalanga “A importância de criar um Museu da Kizomba” e 
José Baessa de Pina (Sinho) “Como construir comunidade nos subúrbios de Lisboa”.
Moderação: Marta Lança

07.05.2021, 18h00-20h00 
Estratégias para descolonizar a cidade   

Língua: português e alemã, com tradução simultânea 
O último encontro do ciclo dedica-se de modo mais global, às políticas, abordagens e desafios do processo de “descolonização” nas cidades europeias, e conta com a participação de 
Miguel Vale de Almeida "Como abanar estátuas? Os debates sobre Descolonizar a cidade”, 
Maria Paula Meneses Lisboa: histórias ocultas e linhas contínuas e 
Noa K. Ha “O desafio da memória pós-colonial. Legados de colonialidade na cidade”. 
Moderação: Marta Lança
Este evento realiza-se em colaboração com o Teatro do Bairro Alto.


Mais informações:  
ReMapping Memories Lisboa – Hamburg: Lugares de Memória (Pós)Coloniais propõe pensar a relação da cidade com a colonialidade: o modo como o colonialismo e a resistência anticolonial são transmitidos na memória coletiva, nos vestígios materiais e no espaço público das cidades portuárias de Hamburgo e Lisboa. Partindo destes dois antigos centros do colonialismo europeu, procura-se evidenciar como as relações de poder de matriz colonial perduram até hoje, e encontrar modos de inscrever outras histórias nos debates sobre as disputas de memória e estratégias de descolonialização das cidades europeias. Esta iniciativa foi deliberadamente concebida como um projeto europeu, para assim salientar a dimensão e interligação europeias presentes no fenómeno do colonialismo. 

No centro de ReMapping Memories Lisboa - Hamburg encontra-se o desenvolvimento de uma página com mapas digitais das cidades de Hamburgo e Lisboa, onde irão sucessivamente ser publicados diversos lugares de memória (pós)coloniais, mais ou menos evidentes, com abordagens que os contextualizam, analisam e acrescentam contranarrativas ao processo de memorialização do espaço urbano.  

Voltar