Exposição Armin Linke

Armin Linke, "Aquaria" Imagem: © Revital Cohen & Tuur Van Balen, 2015

05.04-06.09.2021

Lisboa

MAAT | Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, Lisboa
Av. Brasília, Central Tejo
1300-598 Lisboa

No âmbito da exposição "Aquaria, ou a ilusão de um mar fechado"

Aquaria – Ou a ilusão de um mar fechado é o título da nova exposição colectiva do MAAT, que inaugura no dia 5 de abril e estará no museu até 6 de setembro. Com curadoria de Ângela Rui, a exposição olha aos Aquários como dispositivos espaciais e teóricos que reorganizam e representam a natureza marinha. Artefactos que, ao procurar recriar ambientes subaquáticos, forjam a vastidão marinha numa escala humana, reduzindo-a um universo fechado, domesticado e pensável.  

Em 11 instalações, artistas, designers, cineastas, compositores e investigadores desconstroem diversas facetas e concepções do universo subaquático, outrora centradas na exploração dos recursos naturais ou na separação entre cultura e natureza, e reconsideram novas narrativas no âmbito de uma era de transformação climática e globalismo.

O fotógrafo e cineasta, Armin Linke, estreia nesta exposição um novo vídeo, inteiramente filmado no interior e nos bastidores do Oceanário de Lisboa, em setembro de 2020. O filme examina a arquitetura aquática como uma infraestrutura que incorpora uma variedade de potenciais: um modelo para a natureza no espaço urbano, um arquivo vivo de espécies naturais, um local científico para a investigação e observação de formas etológicas, um recurso para a preservação de espécies ameaçadas e uma máquina de teatro artístico barroco, em que as maravilhas da natureza são exibidas através de tecnologia escondida e bem orquestrada.
 
Esta obra foi produzida com o apoio do IFA (Institut für Auslandsbeziehung).

Armin Linke é um artista italiano estabelecido em Berlim. Foi investigador auxiliar no Programa de Artes Visuais do MIT em Cambridge, professor na Universidade IUAV de Veneza e na Staatliche Hochschule für Gestaltung Karlsruhe. Expôs na XXII Trienal de Milão, CNR-ISMAR (Veneza), ZKM (Karlsruhe), PAC (Milão); Kunstmuseum Stuttgart e Haus der Kulturen der Welt (Berlim). O seu filme “Alpi” foi premiado na 9ª Bienal de Arquitetura de Veneza.

Voltar