Alemão em cena

  • Abertura do festival (Paula Sousa - CMA, Stephan Hoffmann - GI, Eulália Alexandre - DGE) Foto: Carlos Pedrosa
    Abertura do festival (Paula Sousa - CMA, Stephan Hoffmann - GI, Eulália Alexandre - DGE)
  • Papalaka (Sintra): <i>Os Outros e eu</i> Foto: Carlos Pedrosa
    Papalaka (Sintra): Os Outros e eu
  • Südwind (Albufeira): <i>O sonho</i> Foto: Carlos Pedrosa
    Südwind (Albufeira): O sonho
  • Die Foto: Carlos Pedrosa
    Die "Fernão" (Almada): Preconceitos
  • Die 5 Sterne (Albufeira): <i>" > Foto: Carlos Pedrosa
    Die 5 Sterne (Albufeira): "O Outro" - um discurso
  • Super Freundinnen (Tondela): <i>O vizinho</i> Foto: Carlos Pedrosa
    Super Freundinnen (Tondela): O vizinho
  • Die Schönmacher (Leiria): <i>A vida será boa!?</i> Foto: Carlos Pedrosa
    Die Schönmacher (Leiria): A vida será boa!?
  • Die immer Gleichen (Almada): <i>A procura</i> Foto: Carlos Pedrosa
    Die immer Gleichen (Almada): A procura
  • Die Träumer (Marinha Grande): <i>O meu mundo e o dos outros</i> Foto: Carlos Pedrosa
    Die Träumer (Marinha Grande): O meu mundo e o dos outros
  • NGO der Masken (Lissabon): <i>Fora da rotina</i> Foto: Carlos Pedrosa
    NGO der Masken (Lissabon): Fora da rotina
  • Die Rappelkiste (Santo Tirso): <i>Não tão malucos, afinal</i> Foto: Carlos Pedrosa
    Die Rappelkiste (Santo Tirso): Não tão malucos, afinal
  • Os Saramagos (Mafra): <i>Os Outros</i> Foto: Carlos Pedrosa
    Os Saramagos (Mafra): Os Outros
  • Oficina „Circo e Acrobacia“ com Leela Porro e Marike Strunk Foto: Carlos Pedrosa
    Oficina „Circo e Acrobacia“ com Leela Porro e Marike Strunk
  • Apresentação da oficina „Circo e Acrobacia“ com Leela Porro e Marike Strunk Foto: Carlos Pedrosa
    Apresentação da oficina „Circo e Acrobacia“ com Leela Porro e Marike Strunk
  • Apresentação da oficina „Dança“ com Mário Afonso e Carolina Martins Foto: Carlos Pedrosa
    Apresentação da oficina „Dança“ com Mário Afonso e Carolina Martins
  • Oficina “Língua em movimento” com Helena Dawin e Beatrice Cordier Foto: Carlos Pedrosa
    Oficina “Língua em movimento” com Helena Dawin e Beatrice Cordier
  • Apresentação da oficina “Língua em movimento” com Helena Dawin e Beatrice Cordier Foto: Carlos Pedrosa
    Apresentação da oficina “Língua em movimento” com Helena Dawin e Beatrice Cordier
  • Oficina das professoras Foto: Carlos Pedrosa
    Oficina das professoras
  • Apresentação da oficina das professoras Foto: Carlos Pedrosa
    Apresentação da oficina das professoras
  • Atividades de circo na Praça S. João Baptista (Almada) Foto: Carlos Pedrosa
    Atividades de circo na Praça S. João Baptista (Almada)
  • O grupo inteiro depois das apresentações Foto: Carlos Pedrosa
    O grupo inteiro depois das apresentações

Alemão em Cena: “É um ótimo festival, que une as mais diversas pessoas e faz delas melhores amigos.”

O festival anual de teatro escolar em alemão – Alemão em Cena – teve lugar de 3 a 6 de maio de 2017 e reuniu 88 alunas e alunos do 7º ao 12º ano de todo o país na Pousada da Juventude em Almada.

Cada grupo trouxe a sua própria peça de teatro acerca do tema Os Outros, trabalhada desde o início do ano letivo com o apoio das suas professoras de alemão e do encenador e dramaturgo Carlos Melo. As peças trazidas pelos grupos demonstraram uma abordagem diversificada do tema, algo de que os próprios participantes também gostaram: “O que mais apreciei do festival foram as peças de teatro, porque cada um tem uma ideia diferente do tema e é sempre interessante o ponto de vista dos outros.”

Depois de um ensaio geral na quarta-feira, as peças foram apresentadas aos colegas e ao público na quinta e na sexta-feira à tarde. A entrada era livre a todos os que tivessem interesse em assistir a peças de teatro em alemão. Stephan Hoffmann (Goethe-Institut de Lisboa) deu início ao festival no Fórum Romeu Correia. Eulália Alexandre (Ministério da Educação / DGE) deu as boas vindas a cada um dos grupos e salientou o significado do tema deste ano. Paula Sousa (Câmara Municipal de Almada / CMA) enfatizou a colaboração positiva e já de há muitos anos entre a cidade de Almada e o Goethe-Institut, que torna possível este festival. Carolina Machado (Associação Portuguesa de Professores de Alemão / APPA) acrescentou ainda que é através de projetos como este que a língua alemã (enquanto língua estrangeira) adquire visibilidade e que se motiva os alunos a resolverem estudá-la na escola.

O programa foi mais uma vez complementado com diversas atividades, como workshops com apresentação dos respetivos resultados em palco e atividades circenses ao ar livre, na Praça São João Baptista. No Teatro Joaquim Benite, os grupos tiveram oportunidade de assistir a uma encenação profissional cujo tema se relaciona com o do festival: Migrantes (de Matéi Visniec). Além disso, o passeio à Costa da Caparica possibilitou aos alunos algum tempo livre e também os serões passados em conjunto na Pousada da Juventude foram aproveitados para todos se conhecerem melhor e trocarem experiências.

No sábado de manhã, após três intensos dias de festival, chegou a hora da despedida! Em especial os alunos e alunas do 12º ano lamentam não poderem voltar a participar no próximo ano e levam consigo, sobretudo, “as amizades criadas e os valores que se transmitem” no âmbito deste projeto.

Interessa-se por fazer a ligação entre o teatro e a aprendizagem de alemão? Deseja saber mais acerca da possibilidade de participar no projeto de teatro e no festival em Almada? Contacte a equipa do Serviço Pedagógico por e-mail: bkd@lissabon.goethe.org